Ex-cover de Anitta, MC Trans foi prostituta e quer mudar de sexo

Ela morou na rua, passou fome e se prostituiu. Mas mudou de vida.

Camilla Monforte, de 27 anos, que ficou conhecida como cover oficial da cantora Anitta, possui uma história de vida digna de  representação no cinema. Conhecida como a funkeira travesti, a jovem foi expulsa da casa, morou nas ruas, se prostituiu e  conseguiu dar a volta por cima. De malas prontas para shows na Europa e com apresentação marcada para o “Miss Universo Trans”, ela relembra momentos difíceis e angustiantes. 

“Nunca tive pai, então, fui morar na rua ali na Central do Brasil, virei mendiga, só andava toda suja”, relembra. “Já como prostituta nas ruas de Copacabana, eu fui um fracasso, não fazia muito o tipo dos clientes, então, não faturava”.

Camilla Monforte, MC Trans (Crédito: Reprodução)
Camilla Monforte, MC Trans (Crédito: Reprodução)

Agora fazendo show em diversos lugares, ela fatura de R$ 2 mil (quando o show é no Rio de Janeiro) a R$ 7 mil e vem fazendo cerca de 12 apresentações por mês. Além disso, pretende fazer cirurgia para mudança de sexo.

Entusiasmada, Camilla fala do seu maior sonho.  “Estou na fila do SUS desde os meus 19 anos, ou seja, são oito anos esperando. Estou quase perdendo as esperanças. E também gostaria de trocar meu nome na minha identidade”, confessou.

"Vou trocar a minha prótese de silicone do bumbum e do peito. Agora quero ser conhecida como a Nicki Minaj brasileira (risos). Hoje em dia, eu faço mais o estilo dela. Já fiz preenchimento labial, plástica no nariz, coloquei metacril no corpo, e quero ter bumbum e seios exagerados", disse.

Camilla também faz sucesso nas redes sociais e em seu canal no Youtube com o programa “Papo da trans” e a minissérie “Donas da favela", em que conta histórias vividas no Morro dos Tabajaras, no Leme, onde ela mora com uma mãe e um filho adotivo, de 18 anos.

Camilla Monforte
Camilla Monforte






Fonte: Com informações do Extra