Ex-detento diz que foi contratado para assumir assassinato

Ex-detento diz que foi contratado para assumir assassinato

Homem afirmou que receberia R$ 20 mil da ex-sogra da vítima, diz polícia

Um ex-detento se apresentou à Polícia Civil, na noite de segunda-feira (15), e afirmou ter sido contratado pela ex-sogra da turista alemã morta em Pernambuco para assumir o crime. De acordo com a polícia, ele disse que receberia R$ 20 mil.

O viúvo e o ex-sogro da turista são suspeitos de participação no crime e estão presos. A jovem, de 23 anos, foi encontrada morta, com quatro tiros no peito, em 17 de fevereiro, na rodovia BR-408, em São Lourenço da Mata (PE).

O G1 entrou em contato com o advogado de defesa da família dos suspeitos, mas não obteve resposta.

O motivo do crime não foi divulgado pela Polícia Civil para não atrapalhar o curso da investigação. "Há indícios da participação do marido da alemã e do padrasto dele no crime", disse o delegado Joselito Amaral, do DHPP. A polícia investiga a hipótese de crime passional. O inquérito deve ser concluído até 22 de março.

A versão da família, segundo a polícia, era de que a alemã teria sido vítima de um assalto. "Analisamos dados do GPS do carro da família e confrontamos com o depoimento dos dois presos. Percebemos divergências e isso sustentou o pedido de prisão temporária. Além disso, caracterizamos o crime como hediondo e por essa razão eles vão ficar presos até o fim da investigação", afirmou o delegado.

A vítima era casada havia cinco anos com um pernambucano que tem naturalidade italiana. Eles viviam na Itália e visitavam parentes dele no Recife. A viagem de volta para a Europa estava marcada para o dia 20 de março.

Fonte: g1, www.g1.com.br