Ex diz que dois filhos não são de Michael Jackson

Ela disse ter engravidado por inseminação artificial de doador anônimo

Em entrevista ao tabloide inglês "The News of the World", a enfermeira Debbie Rowe, 50, negou que Michael Jackson fosse o pai legítimo dos dois filhos que tiveram quando casados. Ela disse ter engravidado por inseminação artificial de doador anônimo. Ela também afirmou que não irá disputar a custódia das crianças --Prince, 12, e Paris, 11-- e que não deseja vê-las.

"Não era esperma do Michael", afirmou Rowe, que conheceu Jackson quando era recepcionista de uma clínica dermatológica em Beverly Hills, frequentada pelo astro para tratamentos de pele. Os dois se casaram em 1996 e se separaram três anos depois.

"Michael tinha se divorciado [de Lisa Marie Presley], estava sozinho e queria filhos. Fui eu quem disse "eu terei seus bebês"", falou. "Ofereci meu útero --era um presente. Era algo que fiz para deixá-lo feliz."

De acordo com Rowe, Jackson "se livrou" dela após o complicado parto do segundo filho, que a deixou estéril.

O jornal afirmou que a entrevista aconteceu na fazenda de Rowe na Califórnia, onde ela vive cercada por diversos animais --incluindo dez cachorros e mais de 30 cavalos.

Ela disse que as duas crianças foram "concebidas" na mesma clínica. Jackson teve um terceiro filho, Prince 2º, conhecido como Blanket, hoje com sete anos, com uma desconhecida.

Após a morte de Jackson, especulações pairam sobre quem deve ficar com as crianças. A mãe de Jackson, Katherine, já disse que quer. Segundo o jornal, a ex-babá Grace Rwaramba, 42, também irá disputá-las.

O tabloide entrevistou Rwaramba, que trabalhou por 17 anos com Jackson. Rwaramba disse que as crianças tinham medo do pai e não gostavam de andar mascaradas. "Segurei esses bebês nos meus braços no primeiro dia de vida de cada um. Eles são meus bebês."

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br