Milionário Fael ainda não mexeu no prêmio do Big Brother Brasil 11

A fama que veio junto com o programa é que tem bancado sua nova vida.

Há exatamente dois meses, um veterinário franzino lá de Aral Moreira, no interior do Mato Grosso do Sul, levava a melhor no ?Big Brother Brasil ?. O prêmio de R$ 1,5 milhão veio para mudar a vida de Fael. Mas, até agora, ele não gastou um só centavo. A fama que veio junto com o programa é que tem bancado sua nova vida.

? Ganho bem para fazer presença vip, como não vou gostar de fazer? ? diz ele, que mantém o R$ 1,5 milhão no banco: ? Está lá rendendo, ?crescendo?.

Morando num flat na Barra da Tijuca, de frente para a praia, Fael agora leva uma vida de patrão, como ele mesmo explica.

? Ó onde eu tô! Três horas da tarde e eu sentado na varanda, tomando meu tereré (bebida típica no Mato Grosso do Sul) de frente para esse marzão! Só que a responsabilidade também aumentou demais ? resume Fael, que, apesar de ter uma empresária, toma conta de tudo: ? Tenho muito medo de ser passado para trás, por isso estou sempre em cima do lance. Leio tudo antes de assinar qualquer coisa.

Desde que saiu do programa (?Parece que foi ontem!?), Fael visitou três vezes Aral Moreira. Semana passada, foi até Goiânia ver o amigo João Maurício. E todas essas viagens, ele garante, foram pagas com seu dinheiro, nada de ?jabá?:

? A fazenda dele é muito bem cuidada! João Maurício tem o controle de tudo, é muito caprichoso. Era para o Jonas ter ido também, mas ele teve um compromisso de trabalho.

E, por falar em fazenda, Fael já está vendo terrenos no Mato Grosso do Sul para investir o prêmio. É para lá que ele quer voltar assim que a poeira abaixar:

? Tenho comprado gado sem mexer no R$ 1,5 milhão. Quero usar a grana para plantar eucalipto.

Em meio a tanta coisa, o coração de Fael continua sozinho. A falta de ter alguém existe, mas por enquanto ele prefere continuar assim:

? Não dá para ser aquela coisa: ?Hoje vou sair e arrumar uma namorada!?. Não é procurando que vou achar... Um dia vai acontecer.

No Rio

Sem parentes no Rio, Fael passa a maior parte do tempo sozinho em casa, tomando tereré e ouvindo música (Sergio Reis, Almir Sater...).

? Não tenho muitos amigos aqui, então a maior parte do dia passo sozinho mesmo. O que mais faço é incomodar a Tina (empresária do ex-BBB)... E tenho também meus compromissos na Globo. Fora isso, fico sozinho mesmo ? conta ele, que já conheceu alguns shoppins e bares, tudo mais pela Barra e Recreio: ? Noutro dia, faz umas duas, três semanas, fui a uns barzinhos ?na? Copacabana. Dei uma volta por lá, gostei muito.

Relação com outros BBBs

Fael só tem mesmo encontrado com João Maurício e Fael. Nem Fabiana ele vê mais:

? Nunca mais a vi... Mas seria um exagero também falar que eu sinto falta. Todos lá dentro da casa foram importantes, mas dizer que sinto falta é exagero.

Com Monique, volta e meia ele encontra. Mas não chega a manter contato. Sobre a ?Sexy? dela e a ?Playboy? de Renatinha, o vencedor do ?BBB 12? comenta:

? Ah, vou ver, sim. Um dia eu vejo... Eu via essas meninas o dia todo de biquíni para cima e para baixo (risos).

Empresário de dupla sertaneja

Com dinheiro no bolso, Fael virou empresário do ramo musical. Amigo há mais de cinco anos de Luiz Guilherme e Nadielly, lá de Ponta Porã, cidade vizinha a Aral Moreira, o vencedor do ?BBB 12? resolveu tomar conta da carreira da dupla sertaneja, que existe já há três anos.

? Ela é muito animada! É uma mistura de Joelma com Ivete Sangalo ? diz Fael, aos risos, para reconhecer em seguida que a amiga cantora é a cara de Fabiana, sua parceira de ?BBB?: ? Igualzinha, né?

Batalhando pela dupla, Fael já está em contato com produtores de TV e contratantes de shows para lançá-los em breve:

? Eles são ótimos juntos, têm vozes incríveis. O som deles é bem diferente, é um sertanejo universitário animado, não é com aquelas músicas românticas, lentas. Não tem igual no Brasil. Eu acredito muito na dupla, mas eles precisam de alguém para dar um ?up? na carreira.







Fonte: Extra