Aos 4 anos, filha de Beyoncé volta a ser alvo de ataques racistas

Muitos destacaram o fato da criança se parecer mais com o pai

No ‘manual dos racistas’ não há um código de ética que estabeleça uma idade mínima para os alvos de suas ofensas. Para eles, quem nasce na ‘cor errada’ deve começar a ser agredido no exato momento em que chega ao mundo.

E não apenas negros nascidos pobres são vítimas deste crime tão terrível, nem mesmo quem vem de berço de ouro se livra desta sina. Aos 4 anos, a pequena Blue Ivy, filha dos milionários e talentosos Beyoncé e Jay Z, já pode ser considerada uma veterana vítima de racismo.

No mais recente episódio ocorrido no último domingo (28), Beyoncé publicou fotos da filha em seu Instagram, coisa que nem é costume na estrela pop. Neste dia ela se apresentou no MTV Video Music Awards e levou para casa 8 dos 11 prêmios a que concorreu. Entre elogios de fãs apaixonados tanto pela artista quanto pela criança, uma série de comentários com teor preconceituoso foi publicado.

Muitos destacaram o fato da criança se parecer mais com o pai, que possui traços negros mais definidos, do que com Beyoncé, que possui a pele mais clara e, portanto, é ‘melhor aceita’. Outros ainda apontaram um “clássico” muito utilizado pelos racistas de plantão e compararam a bebê a um macaco.

Obviamente, esta não foi a primeira vez que a criança sofreu com o racismo. Há alguns anos repercutiu mundialmente uma petição online pedindo para que Beyoncé penteasse o cabelo afro da pequena. O abaixo-assinado chegou a arrecadar 5.769 e tinha como meta 7,5 mil assinaturas.

Image title

Image title

Fonte: Com informações do Hypeness