Após ficar internado em centro de reabilitação, Renner vira cantor gospel

Segundo a atração, o cantor é evangélico desde 2010 e chegou a gravar um álbum do gênero, que nunca foi lançado

O sertanejo Renner decidiu virar cantor gospel após deixar a clínica de reabilitação, em São Paulo. O cantor ficou três dias internado no local, depois de se envolver em um acidente de carro e ser detido por dirigir alcoolizado.
A revelação foi feita pelo programa “A Tarde é Sua”, da RedeTV!. Segundo a atração, o cantor é evangélico desde 2010 e chegou a gravar um álbum do gênero, que nunca foi lançado.

O caso

Ivair dos Reis Gonçalves, o Renner, foi preso na manhã do dia 26 de dezembro, na zona sul de São Paulo, após se envolver em um acidente de trânsito próximo ao aeroporto de Congonhas. Na ocasião, ninguém ficou ferido, mas o cantor foi indiciado por embriaguez ao volante e fuga do local do acidente.

O sertanejo foi submetido ao teste do bafômetro, que indicou níveis elevados de álcool em sua corrente sanguínea. Ele ficou detido e teve de pagar a fiança de R$ 10 mil para responder ao processo em liberdade.

Fotógrafos conseguiram flagrar o momento da prisão de Renner. O cantor estava descalço e não largou o cigarro. Todo de preto, ele sorriu para as câmeras e não se importou em dar entrevistas para algumas emissoras de TV, apesar de estar visivelmente alterado.

Vale lembrar que essa não foi a primeira confusão em que o antigo parceiro de Rick se envolveu. Em 2001, ele também esteve em um acidente de trânsito que resultou em duas mortes, no interior de São Paulo - o músico foi condenado a pagar dois mil salários mínimos às famílias das vítimas, em 2008. No entanto, não quitou a dívida. Por conta disso, os parentes dos mortos recebem atualmente apenas repasses dos direitos autorais do artista.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: MSN