Caio Blat sobre sobre cena de sexo: ‘Eu me sinto honrado'

Novela das onze exibirá cena de sexo entre dois homens.

"Liberdade, liberdade” promete entrar para a história da teledramaturgia brasileira como a primeira novela a exibir uma cena de sexo entre dois homens. A atração que o sensível André (Caio Blat) e o bruto coronel Tolentino (Ricardo Pereira) sentem um pelo outro será consumada no capítulo 54 da trama, previsto para ir ao ar no dia 12 de julho.

"Eu me sinto honrado e orgulhoso de estar contando essa história. É sinal de que a sociedade já está madura o suficiente para tratar de certos assuntos que até então eram considerados tabus. Estamos prontos para falar mais abertamente sobre homossexualidade na TV ", afirma o ator Caio Blat.

Mário Teixeira, autor da novela, diz que, mesmo tratando-se de um assunto delicado, não impõe limites a seu texto.

"Eu não controlo nada, a escrita é absolutamente libertária. Conto a história como ela deve ser contada. Não vai haver sexo explícito, é óbvio, porque trata-se de televisão e porque sexo explícito é uma coisa de mau gosto. E, nesse caso, são dois galãs, duas estrelas da TV. É uma história que é levada da forma que tem que ser. Não com leveza, mas com verdade. Acho que as pessoas vão entender isso", afirma o autor,

André (Caio Blat) e o bruto coronel Tolentino (Ricardo Pereira)
André (Caio Blat) e o bruto coronel Tolentino (Ricardo Pereira)



Fonte: Extra