Chimbinha fala sobre futuro: “Não tenho vergonha de recomeçar"

Chimbina confessou que não foi fácil ficar fora do show.

O guitarrista Chimbinha quebrou o silêncio e finalmente falou sobre a traição e separação com sua mulher, a cantora Joelma. Em entrevista exclusiva ao programa  “Fantástico”, da TV Globo, exibido neste domingo, 11, ele também falou sobre o futuro da banda Calypso, que há 16 anos emplaca sucessos Brasil afora e já vendeu mais de 15 milhões de disco.


Image title

Apesar da polêmica que aconteceu no último show da banda, quando a cantora demorou cinco músicas para subir ao palco e apareceu abalada e de cabeça baixa, Chimbinha confessou que o episódio foi a gota d’água para o fim da relação pessoal e profissional. “Quando eu voltei para o palco e vi a Joelma na maior alegria, aquilo me deixou muito triste porque era eu que estava causando constrangimento a ela”.

Ao ser questionado se a banda tinha acabado, ele foi taxativo: “Não. A banda Calypso não pode acabar porque é um sonho que eu tive há muitos anos. Vai continuar”. Mesmo com tantas polêmicas sendo expostas na imprensa, Chimbina se defende. “São muitas histórias e muita coisa sobre nosso casamento. Ela pediu o divórcio amigável em maio e estava tudo certo”, lembrou ele, confirmando que o anúncio da separação só foi feita para imprensa e fãs em agosto.

Traição confirmada

No entanto, Chimbinha confessa que acabou traindo ao longo desses 18 anos de casamento. “Sim, eu traía Joelma. Isso realmente aconteceu e pedi perdão. Ela pegou uma mensagem no meu celular, em outubro do ano passado. Perdi perdão para ela, para meus filhos e para os meus fãs.  Pensei que isso estava superado”, contou ele, que ficou surpreso com a decisão de ela voltar atrás e dizer que não queria mais viver com ele.  “Não sei o que aconteceu, mas a Joelma tem umas pessoas que considera como guru e que acabam influenciando muito na vida dela. Tinha horas que estava comigo e era uma maravilha. De repente, ela saía com essa guia dela e vinha diferente. Ela acabou sendo influenciada por essas pessoas”. Disse ele.

‘Sempre tratei a Joelma como uma princesa’

Ameaças e mensagem no celular fizeram com que Chimbinha ficasse preocupado. “Tudo foi investigado e ficou provado que as ligações eram da guia espiritual da Joelma”, explicou ele, que pediu para a ex-mulher não expor intimidade na imprensa para não prejudicar  o futuro da banda. Apesar de ela ter ido à delegacia para prestar queixa do ex-companheiro, Chimbinha se explicou. “Nunca agredi ela. Jamais! Pelo contrário, eu nunca fui um cara agressivo e sempre tratei a Joelma como uma princesa. Nunca maltratei essa mulher e nunca vou maltratar. Ela é a mãe dos meus filhos. Eu estou acabado. No momento em que ela me proibiu de ver meu  filho, colocando uma medida, o meu coração se fechou”, afirmou ele com a voz embargada e com lágrimas nos olhos.

‘Eu até adoeci”, diz músico

Após decidir se afastar da mulher e não se apresentar mais ao lado de Joelma, Chimbina confessou que não foi fácil ficar fora do show. “Quando via a banda no palco sem mim, eu até adoeci. Me deu febre, vômito e tudo que você pode imaginar. Meu corpo ficou doente. Toda vez que eu ver a banda sem mim, eu vou adoecer. Eu amo esse trabalho”, disse ele.

 Futuro da banda e substituta de cantora

Como ele e a ex-mulher são os donos da banda, Chimbinha afirmou que irá continuar à frente da Calypso. Joelma seguirá em carreira solo e ele irá procurar uma nova cantora para ser sua dupla e substituir a ex-mulher no vocal em 2016. "Dia 31 de dezembro, ela se afasta da banda e segue carreira sozinha. Ela é diferente e tem uma voz muito forte. Mas existe um diferencial que é o meu tocar. Deus vai mandar uma pessoa para continuar esse sonho comigo. Eu sei recomeçar e tenho força e coragem. Não tenho vergonha de recomeçar”.


Image title

Fonte: Com informações do Ego