Ex-namorada do presidente da CBF diz que é viciada em sexo

Carol também falou sobre o assunto do momento: o book rosa

Carol Muniz não tem papas na língua quando o assunto é sexo. Namoradeira assumida, a modelo, de 29 anos - que ficou famosa após posar para a "Sexy" e assumir um namoro relâmpago com o presidente da CBF, Marco Polo del Nero, 45 anos mais velho do que ela - diz que prefere sexo com intimidade, apesar de "ser bom sempre".

"Sexo com amor é bom, mas sexo é bom sempre. Eu sou muito sexual. Acho que é tudo uma questão de conhecer o próprio corpo . Não preciso de fantasia, não tenho essa coisa brega de querer transar no avião, sabe? Quando a gente gosta da pessoa até uma rapidinha é bom", afirma ela, que está solteira.

Gostar tanto de sexo pode ser inclusive um "problema" para Carol, segundo a própria. "Meu maior problema é que faço por muitas horas", diverte-se. "Eu aprecio o sexo, então já passei finais de semana trancada em casa só fazendo amor com um ex-namorado.

Quando tem envolvimento e sentimento, quero toda hora. Eu sou insaciável quando estou com alguém. Sexo é intimidade, quanto mais você tem, melhor. Se tem uma química, eu quero toda hora", completa.

Para aguentar a maratona, inclusive, Carol tem um tipo físico preferido. "Gosto de atletas porque supõe-se que eles mandem melhor. E faço muita corrida na esteira para aumentar minha performance", entrega ela, e avisa: "Tamanho é importante sim. Muito."

Carol também falou sobre o assunto do momento: o book rosa, espécie de agenciamento de modelos e atrizes para fazer programa. "Me chamaram para ir para a África e respondi que só saía do Brasil a passeio. Não julgo meninas que fazem, se eu tivesse um filho pequeno ou mãe doente não vou dizer que não faria. Tenho amigas que têm filhos e fazem programa. Isso não muda o caráter de ninguém", defende.

Carol contou que foi muito julgada na época em que assumiu o namoro com Marco Polo del Nero. "Por eu ter namorado o Marco, as pessoas me julgam e dizem que eu escolho caras pelo dinheiro, mas isso não é verdade. Eu tinha admiração e afinidades com ele, coisas que não tenho com caras da minha idade. Inclusive, eu só namorei um rico na minha vida, meus namorados todos eram pobres. Se eu gostar do cara, ser rico não é condição, não me ligo assim em dinheiro", declara ela.



Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações: Ego