Fãs pedem ajuda para salvar youtuber após suposto sequestro

No Brasil, a hashtag apareceu em segundo lugar como#savemariajoyce

A youtuber britânica Marina Joyce, de 19 anos, chegou aos trending topics no Twitter com a hashtag #savemarinajoyce após os fãs dela começarem a acreditar que ela havia sido sequestrada. No Brasil, a hashtag apareceu em segundo lugar como #savemariajoyce, e confundiu os internautas.

Tudo começou quando a webcelebridade publicou um vídeo, na última sexta-feira (22),  mostrando algumas roupas. Para os fãs, ela parecia estar agindo estranho e alguns deles alegaram que, aos 13 segundos da gravação, é possível ouvi-la sussurrando a palavra "help" (ajuda, em português).

Image title

Na terça (26), ela usou a conta no Twitter para convidar os seguidores para uma festa em Londres (Inglaterra): "Me encontre em Bethnal Green às 6:30 da manhã se você gostaria de se divertir comigo neste evento - traga um amigo para que você não fique perdido".

A mensagem pareceu um alerta para os seguidores da moça, que começaram a usar hashtag para mobilizar a polícia a investigar se ela estava bem. Com o estardalhaço nas redes sociais, a polícia foi até a casa da jovem e informou, por meio do Twitter, que "ela está a salvo e bem".

Na quarta-feira (27), a youtuber usou a rede social para afirmar estar "totalmente bem": "Eu estou me sentindo muito bem hoje e, na verdade, é muito reconfortante ver tantas pessoas se preocupando comigo".

Marina ainda fez várias transmissões ao vivo para provar que está em segurança. Ainda assim, os fãs continuam a insistir que, nos vídeos, ela parece assustada. Para alguns deles, ela estava sendo "forçada" a fazer a transmissão para tranquilizar as pessoas.

Fonte: Com informações da UOL