Gêmeos Flávio e Gustavo ganham milhões no ramo imobiliário dos EUA

Ficaram conhecidos como os gêmeos do extinto programa “O Positivo”.

Image title


No início de 2011, após uma viagem aos Estados Unidos, e sem muita expectativa de negócios por aqui, Flávio Mendonça propôs ao irmão Gustavo largar tudo por aqui e tentar a vida em Miami. Em novembro do ano anterior, ele tinha ido aos Estados Unidos, ficado impressionado com o poder de compra do real – na época o câmbio da moeda americana era de pouco menos de R$ 2 -, e não tinha nada a perder no Brasil.

“A nossa carreira estava meio parada, e a gente começou a perder o interesse quando viu que, para ‘aparecer’, teria que divulgar nosso novo corte de cabelo, uma nova tatuagem. Perdemos o interesse”, lembra Gustavo Mendonça que, junto com o irmão Flávio, ficou mais conhecido como os gêmeos do extinto programa “O Positivo”.

De malas pronta, a dupla partiu para Miami com cerca de US$50 mil no bolso. Após uma temporada, começaram a receber pedidos de ajuda de amigos do Brasil sobre como alugar ou adquirir imóveis por lá. De início, procuraram corretores de imóveis e faziam a ponte. Depois, de tanto ver como se dava o trâmite das locações e vendas, viram que ali havia um filão de trabalho.

Image title


“A gente não veio para cá porque estava ferrado de grana ou porque só nos restou isso. Como se ‘isso’ fosse pouco ou vergonhoso. Viemos porque nada mais nos interessava no Brasil. Nossos pais têm uma condição de vida bacana. Se quiséssemos, poderíamos ter ficado com eles. Além disso, aproveitei um interesse por imóveis que sempre tive e coloquei em prática aqui”, conta Gustavo, que juntamente com o irmão, trabalha na construtora J.Milton & Associates, especializada no mercado imobiliário de luxo.

Questionado se ele e o irmão estão ricos, Gustavo deixa para o interlocutor fazer as contas. “Hoje negociamos apartamentos de US$1,3 milhão. Algo em torno de R$ 4 milhões, e que medem 250m2. Também temos apartamentos lá. Mas essas conquistas aconteceram como fruto do nosso trabalho aqui”, diz ele que tem entre seus clientes nomes como Rodrigo Faro, Ticiane Pinheiro, Neymar e Reynaldo Gianecchini.

Com a vida confortável, Gustavo diz que não sente falta nenhuma da época de famoso. “Na época, nem dava para me orgulhar de porque conhecia pessoas ou gente importante, Às vezes você chegava para gravar algo e depois ia embora, nem conhecia as pessoas direito. Agora não. Tenho um relacionamento de verdade com muita gente bacana por causa do meu trabalho. No outro dia mesmo, recebi o Carlos Alberto de Nobrega aqui e ele me pediu até para leva-lo a uma praia de nudismo. Essas pessoas se tornaram minhas amigas de verdade”, diz.

Image title


Fonte: Com informações: Ego