Gentili se defende após acusações de racismo:"Eu quero fazer piada"

Senadora afirmou que vai processar humorista

O humorista Danilo Gentili causou polêmica ao chamar a senadora Regina Sousa (PT/PI) de “Tia do Café”. Regina discursou no senado contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Tudo começou quando a senadora discursava contra o impeachment de Dilma Rousseff. “Senadora? Achei que fosse a tia do café”, disparou na web.

Logo depois de ser massacrado e chamado de racista, o humorista, se pronunciou sobre o caso. Para o comediante, a imprensa o persegue e o desqualifica ao chamá-lo de racista. “Pessoas normais odeiam ser chamadas de racista. Para mim, ser chamado de racista é hediondo. Eu estava no banheiro ouvindo o discurso de uma senadora, que não falou nada com nada. Parecia uma mulher do café que viu o microfone vazio e resolveu falar. Aquilo foi uma lista fascista para que as pessoas tivessem autorização para agredir, foi isso o que fizeram. Eu não quero estar na lista negra de um partido, eu quero fazer piada”, justificou.

Gentili se defende após acusações de racismo:"Eu quero fazer piada" (Crédito: Reprodução)
Gentili se defende após acusações de racismo:"Eu quero fazer piada" (Crédito: Reprodução)


Ainda em sua defesa Gentili que coleciona vários processos disse que só quer fazer piada em paz: "Me deixem fazer piada, esse é meu trabalho."

Ao desembarcar em Teresina, Regina Sousa  afirmou que Danilo Gentili já é conhecido como altamente preconceituoso, apesar de não ter se  importado em ser comparada com a "Tia do Cafézinho".

"Não tem nenhum problema ele me comparar com a Tia do Cafezinho, mas porque ele demonstra  preconceito contra mim e a mulher do cafezinho. Então, eu vou processá-lo. Ele precisa receber processo para respeitar as pessoas. Eu disse nas redes sociais que ele é um bobo que pensa que é humorista", afirmou Regina Sousa, que foi recebido por militantes pró-Dilma no Aeroporto de Teresina.

Fonte: Com informações do Tv em foco