Marília Gabriela comenta beijo gay do filho: 'Assustador é o preconceito'

'Quero que meu filho leve uma vida plena', apontou Gabi

Marília Gabriela foi direta ao comentar o beijo que o filho Theodoro Cochrane deu em outro homem durante o Carnaval. A apresentadora que no último final de semana deixou o SBT falou sobre o assunto durante a coletiva de imprensa da peça "Vanya e Sonia e Masha e Spyke", protagonizada por ela, nesta quarta-feira (25), em São Paulo.

"Acho que essa é uma história antiga porque foi no Carnaval. Eu tenho um filho que se chama Theodoro Wallace de Toledo Cochrane, ele tem 36 anos de idade, tem ótima formação, é inteligente, maduro, cidadão e tem direito a viver integralmente sua vida", iniciou a entrevistadora. Ao sair em defesa do filho, Marília foi direta e enfática: "Assustador para mim é ignorância, desonestidade, preconceito, homofobia e outras fobias".

Apresentadora lembrou casais homossexuais em novelas

Durante a conversa com a imprensa, a ex-mulher de Reynaldo Gianecchini citou os personagens gays em tramas da TV Globo. "Vivemos uma época em que eu pensava que isso já estaria ultrapassado. A partir do momento que a maior empresa de comunicação do Brasil, que é a Globo, coloca no ar a nossa elite artística fazendo beijos, casamentos gays...", recordou a jornalista.

"Fernanda Montenegro está para estrear com Nathalia Timberg, Regina Duarte. Mateus Solano, Thiago Fragoso deram um show, quem mais? Zé Mayer está lá ...", enumerou Marília citando o beijo que os atores deram no capítulo final de "Amor à Vida" e o personagem homossexual da novela "Império". E a apresentadora foi além: "Esta é uma discussão e uma repercussão idiota, não teria nem porque repercutir. Me parece que a maior empresa de comunicação avaliou o comportamento: isso pode".

'Quero que meu filho leve uma vida plena', apontou Gabi

Ainda comentando o assunto, a entrevistadora fez referência à antiguidade. "Aliás, podia desde a Grécia antiga. É que lá não tinha paparrazzo e nem site de fofoca. E ainda bem, senão não teríamos tido a idade áurea da Grécia. Nao teríamos a grande filosofia e literatura que tivemos. O pessoal estaria preocupado em fofoca", analisou.

Em seguida, Marília Gabriela retomou à questão do beijo que o filho deu. "Para mim é assunto de ontem. Foi uma fotografia roubada, que repercutiu por algum motivo escolhido no meio de uma farra total". E aproveitou para citar nas entrelinhas o "BBB15". "E nós hoje vivemos épocas em que existe um reality com sexo ao vivo. É só sexo", apontou fazendo referência ao casal Talita e Rafael, que já dormiram embaixo do edredom várias vezes.

"Estou mais preocupada com a desonestidade, mentira, incorreção das pessoas. A maldade. Só isso. O resto, quero que meu filho leve uma vida plena. Ele, você, e todo mundo merece", finalizou a apresentadora que recusou entrevistar o deputado federal Marco Feliciano, conhecido por suas declarações contrárias ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Fonte: Pure People