Mark Ruffalo promete cena de nudez se americanos não elegerem Trump

Mark Ruffalo promete uma cena de nudez em seu próximo filme

Em tempos de eleições, os ânimos dos americanos estão à flor da pele, principalmente diante da possibilidade REAL de um candidato como Donald Trump ser eleito presidente de uma das nações mais poderosas do planeta.

Em uma iniciativa chamada "Save the Day" encabeçada pelo diretor Joss Whedon, diversas celebridades aparecem em um vídeo - intitulado "Importante" - onde tentam convencer os eleitores a se registrarem e votarem nas eleições presidenciais americanas. Por lá, o voto não é obrigatório. De acordo com o vídeo, o próximo dia 8 de novembro não se trata apenas de uma eleição, mas também de um "ponto de inflexão" para os Estados Unidos.

Image title

Embora não haja menção direta ao candidato republicano, ele é descrito pelos atores como "um racista e covarde, que vai danificar permanentemente nosso tecido social". O vídeo conta com a participação de 27 atores, incluindo estrelas como Robert Downey Jr., Scarlett Johansson e Juliane Moore.

Em suas falas, os atores tocam em pontos cruciais da campanha eleitoral, como o controles de armas nucleares, o racismo, a imigração e a educação. No final, em tom de brincadeira, o apelo final é feito: se nada disso convence o eleitor, o galã Mark Ruffalo promete uma cena de nudez em seu próximo filme, caso Trump não seja o novo presidente dos EUA.

Até o dia da eleição entre 15 e 25 vídeos devem ser divulgados como parte do projeto. A intenção de Whedon é sensibilizar possíveis eleitores de Hillary Clinton, como trabalhadores rurais e grupos que normalmente têm baixa participação nas urnas, entre eles os homens negros e os jovens.

Fonte: Com informações do Brasil Post