" Não posaria para a Playboy, ali tem questão comercial" diz Bruna

Bruna Linzmeyer lança ensaio nu

Bruna Linzmeyer lançou na noite desta quinta (18), o seu primeiro ensaio nu, que foi publicado pela revista "#1". A atriz recebeu amigos e convidados para a sessão de autógrafos que aconteceu em uma livraria no bairro de Botafogo, na Zona Sul do Rio. Pouco antes de começar a assinar as revistas, Bruna explicou o motivo pelo qual foi escolhida a capa onde aparece com uma banana entre os lábios.

Image title

"Tínhamos vários objetos e uma hora eu fui comer alguma coisa e achei o cacho de bananas lindo, tínhamos uma parede linda, amarela, e usamos essa foto", disse a atriz que estampa 60 páginas de pura sensualidade e arte na revista.

Questionada sobre a questão dos pelos pubianos, Bruna demonstrou ter ficado assustada com a pergunta sobre o comprimento e o “desgin” escolhidos para a sessão de fotos.

Image title

"Nunca imaginei que alguém fosse me perguntar sobre isso e nem nunca pensei sobre isso. Pensei no conceito, no que eu iria falar sobre isso e no que significava para mim como artista, como atriz e como mulher.”

Por se tratar de um projeto independente criado pelo fotógrafo Jorge Bispo, a atriz abriu mão do cachê na hora de tirar a roupa e afirmou que não posaria comercialmente para nenhuma outra publicação: "Esse é um projeto audacioso desde a estética até a finalização. Colocamos dinheiro nisso. Não posaria para a 'Playboy'. Ali tem a questão comercial. De maneira nenhuma, não tenho nada contra. Existem revistas que pagam meio milhão de reais e outras como essa que não teve cachê e que a gente pode dialogar. Nesse momento eu não posaria e não é isso que eu quero como atriz, como artista", explicou.

Image title

Sem definir a parte física do seu corpo que acha mais sensual, Linzmeyer aplicou o conceito de forma filosófica: "Eu acho que esse estado de liberdade é o que me deixa mais sensual. Sabe quando a gente se sente livre para usar a roupa que quiser? Para enfiar uma banana na boca? Posso colocar uma roupa muito sexy e não andar em um lugar onde me sinta livre."Das 160 revistas produzidas, 40 foram vendidas na primeira noite de autógrafos para os cariocas, uma outra parte foi reservada para o público de São Paulo e ainda um lote que foi disponibilizado para os internautas e que se esgotou nas primeiras horas de venda.

Fonte: Com informações do Ego