Preso há 15 dias, ex-BBB Láercio recebe visita de familiares

Ele é acusado por crime de estupro de vulnerável

Preso em Curitiba há 15 dias, o ex-BBB Laércio de Moura conseguiu finalmente receber uma visita da família. O designer de tatuagem segue na Casa de Custódia da capital paranaense enquanto aguarda a conclusão do inquérito, mas pode ver a mãe, Regina Maria Schinemann, de 76 anos, e mais alguns parentes na última semana.

Ele é acusado por crime de estupro de vulnerável e por fornecer bebidas alcoólicas a adolescentes.

O sobrinho do ex-BBB, Cézar Moura, disse que a família decidiu não se manifestar mais sobre o caso, mas contou sobre a visita. "A família acha melhor não comentar, mas ele está bem, não está sendo maltratado. Já fomos visitá-lo e levamos comida", contou Cézar, esclarecendo que até o momento os familiares puderam vê-lo uma única vez - já que as visitas estavam proibidas pela Justiça.

Na última quarta-feira, 25, o advogado que representa Laércio, Ronaldo Manuel Santiago, disse que o processo está correndo normalmente. "Depois que vencer o prazo do inquérito, que é de um mês a contar da data em que ele foi preso, tem de ver se o MP (Ministério Público) vai pedir para renovar o pedido de prisão", informou Ronaldo. Laércio foi preso no último dia, 16, em Curitiba.

A informação foi confirmada pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), da Polícia Civil, onde o ex-BBB foi inicialmente preso. Na terça, 17, ele foi transferido para a Casa de Custódia de Curitiba.

DIVIDE CELA COM OUTROS ACUSADOS DE ESTUPRO

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná, Laércio passará os 20 a 30 dias primeiros na triagem da unidade, em chamado período de adaptação. Somente depois disso é que ele irá para a cela comum, onde ficará com presos do mesmo perfil, também com acusações de estupro. O ex-BBB não ficará em uma cela isolada porque não é considerado preso especial.

Acusado de ter estuprado uma menina de 13 anos em 2012, Laércio já foi interrogado pela Polícia Civil do Paraná. Ele respondeu todas as perguntas e negou ter cometido crime de estupro de vulnerável.

O ex-BBB admitiu ter trocado mensagens com a adolescente em uma rede social, mas disse que se tratava apenas de uma amizade virtual e que acreditava que a vítima tinha 18 anos.

ADVOGADO NEGA PEDOFILIA

Durante o cumprimento de um mandado de busca no apartamento do ex-BBB, em uma região nobre de Curitiba, a Polícia apreendeu um computador, um HD externo, diversos pen drives e CDs, além de três celulares.

O material passa por perícia e os investigadores não descartaram a possibilidade de encontrar conteúdo pornográfico.

Ex-BBB Laércio segue preso (Crédito: Divulgação)
Ex-BBB Laércio segue preso (Crédito: Divulgação)


Fonte: Ego