Repórter da Globo é demitido após vazar vídeo de ex do presidente da CBF

Repórter da Globo é demitido após vazar vídeo de ex do presidente da CBF

Um repórter esportivo da Globo foi demitido após se envolver numa confusão com Carol Muniz, ex-namorada do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero.

Segundo o jornal O Dia, o jornalista filmou e divulgou um vídeo em que Carol aparece nua e fala que ficou atraída por Del Nero por causa do "poder". As imagens circularam na internet na quarta-feira (08) e a demissão ocorreu dois dias depois.

"Na época, no início, o poder envolve você. O poder, o cara influente. O cara é presidente, poder, mulher tem muito essa coisa. Não gosto de homem de academia, malhado, gosto de homem que eu admire. Ele é um cara muito inteligente. Não foi por dinheiro, foi pelo poder. O que me tentou foi o poder dele, a inteligência dele, é um cara respeitado, entendeu?!", diz ela na gravação.

Em seu perfil no Instagram, a ex-musa do Bahia comentou o ato do repórter, que chamou de "desumano", agradeceu o apoio que tem recebido e criticou o jornalista.

"Agora todo mundo já sabe quem foi o criminoso disfarçado de jornalista que me filmou. E sim, vocês todos que já sabem, estão certos! Foi esse trash mesmo! Sem escrúpulos, sem vergonha nenhuma, um ser 'humano' sem nenhum valor! Estudou para fingir ter uma graduação de jornalismo pra agir de má fé... de péssima fé", escreveu, sem citar o nome do repórter.

Fonte: Natelinha