Vídeo comprova que Miss Bumbum Juliana Guerim foi agredida por empresário, diz delegada

Juliana disse que não sabia que a Justiça já teve acesso as imagens.

A delegada titular da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá teve acesso as imagens de onde aconteceu a suposta agressão sofrida pela Miss Bumbum Juliana Guerim.

De acordo com Jozirlethe Criveletto, o vídeo enviado pela lanchonete onde aconteceu a briga confirma que houve agressão a Juliana. No entanto, há mais pessoas envolvidas, explica a delegada. "As imagens mostram o envolvimento de outras pessoas. Houve a agressão contra Juliana, mas também houve o envolvimento dela com mais pessoas. Na verdade diria que foi um confronto entre duas equipes. Ela, as amigas e outras pessoas", diz a delegada.

Juliana Guerim acusa o empresário Tiago Mendonça dos Santos de tê-la agredido após uma briga em uma lanchonete na madrugada de domingo, 29, para segunda-feira, 30, em Cuiabá, no Mato Grosso. A briga na verdade teria se iniciado em uma boate enfrente o local horas antes.

Segundo a Miss Bumbum, a namorada de Tiago não gostou de ver Juliana e as amigas no mesmo camarote que eles e a moça teria jogado champanhe nela. A Miss e suas companheiras foram expulsas da casa noturna e mais tarde houve o confronto delas com Tiago e a namorada. Segundo a delegada Jozirlethe, as imagens já foram encaminhadas para o Juíz que depois de analisá-las poderá pedir uma pericia para ter mais detalhes sobre a briga. "Após assistir ao vídeo concluimos que algumas questões colocadas pela Juliana procedem. A agressão por parte do rapaz realmente existiu. Mas as imagens comprovam o envolvimento de mais pessoas. Testemunhas presentes serão ouvidas."

Juliana disse que não sabia que a Justiça já teve acesso as imagens. No momento a Miss Bumbum está em Florianópolis onde descansa até a audiência, marcada para o dia 12 de junho. "Quis dar um tempo disso tudo para espairecer", explicou ela. O advogado de Juliana processa Tiago por danos morais e materiais. André Albuquerque alega que sua cliente trabalha com a imagem e que por causa das agressões sofridas terá que ficar ausente do mercado até se recuperar. Segundo o advogado, essa indenização poderá chegar até R$ 40 mil.

 



Fonte: Ego