Viúva de Robin Williams, Susan Schneider disputa herança com filhos do ator

Ela contesta que após receber o testamento do ator, objetos pessoais de Robin foram furtados da residência.

A viúva e os filhos de Robin Williams, ator que se suicidou em agosto do ano passado, procuraram a justiça para reaver direitos de herança. De acordo com o site "TMZ", Susan Schneider, casada com Robin até a sua morte, está brigando com os enteados por causa dos bens deixados pelo astro.

Susan e Robin eram casados desde 2011 e não tiveram filhos. Ela contesta que após receber o testamento do ator, objetos pessoais de Robin foram furtados da residência. Os filhos de Robin, Zak, Zelda e Cody William, frutos de outros dois casamentos, disseram que a viúva tentou ficar com bens que não lhe pertencem por lei. Um deles, aliás, é a casa onde Susan morava com o ator e vive até hoje. Ainda segundo a publicação, ela não quer deixar o imóvel.

Filhos acusam viúva de não entregar joias

Os filhos do ator também teriam dito que Robin costumava ter muito cuidado com os objetos pessoais antes de se envolver com a mulher. No imóvel onde o casal vivia junto estão bens como móveis, bonecos do ator em action figure, gibis e, inclusive, o Oscar recebido por ele pela atuação no filme "Gênio Indomável".

Os herdeiros concordam que Susan fique com tudo o que ela e Robin conquistaram juntos, mas não admitem que a viúva leve objetos que, por direito, fazem parte apenas da fortuna do astro. Um dos bens inclui as joias de Williams, que ainda estão com Susan, e que ela se recusa a entregar. Além das peças, relógios de Robin também estão "confiscados" pela mulher.

Zak, 32, é fruto do casamento de Robin com Valerie Velardi. O casal ficou de 1978 a 1988. Os outros dois filhos, Zelda, 25, e Cody, 23, são frutos do relacionamento de Robin com Marsha Garces, com quem ficou casado de 1989 a 2008.

Robin chegou a se internar em clínica de reabilitação

Segundo o laudo da autópsia do corpo de Robin Williams, de 63 anos, o ator se suicidou. Ele foi encontrado morto em sua casa, na cidade de Tiburon, no estado da Califórnia, nos Estados Unidos.

Com histórico de problema com drogas, o ator se internou por conta própria em uma clínica de reabilitação um mês antes de morrer. O objetivo era se manter longe do vício das drogas e do álcool. Robin Williams se internou pela primeira vez em 1980. Em 2006, o artista foi parar de novo na reabilitação, depois de ficar sóbrio por 20 anos. Ele deixou quatro filmes que podem ser lançados ainda neste ano.


Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Pure People