Festa do Zé Pereira deve reunir 100 mil foliões; estima a Prefeitura de Timon

Festa do Zé Pereira deve reunir 100 mil foliões; estima a Prefeitura de Timon


A Prefeitura Municipal de Timon está traçando estratégias junto às secretarias e polícias para que o tradicional Zé Pereira de Timon aconteça de forma satisfatória. As equipes de segurança, saúde, vigilância sanitária, iluminação, limpeza e cultura estão estudando a melhor maneira de atender a população, visto que o carnaval de rua deve levar mais de 100 mil carnavalescos às ruas da cidade nos dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro.

Além da questão cultural do evento, o Zé Pereira de Timon movimenta a economia local e atrai turistas de outras localidades. Com a festa, a Prefeitura Municipal de Timon especula que circule pela cidade de dois a três milhões de reais em serviços, desde os barraqueiros até comerciantes locais, restaurantes e a rede hoteleira. E, para deixar tudo ainda mais divertido e animado como todo folião merece, este ano a programação do evento promete ferver Timon com muita música, dança e alegria.

No primeiro dia a festa será animada pelas bandas La Noiz, Léo Santana, Levaê e BB Chorão, já no segundo o carnaval fica por conta de Triballes, Robyssão, Aviões do Forró e Coneccia. Também estarão nas ruas 13 blocos que mobilizarão a cidade inteira, partindo da Avenida Piauí. Os blocos serão responsáveis pela agitação antes e após as bandas, e os mais animados serão premiados pelo destaque no pré-Carnaval de Timon.

Segurança terá reforço maior este ano

Para que os foliões possam circular à vontade e em segurança pelas ruas e avenidas de Timon durante o evento, a Prefeitura Municipal de Timon segue estabelecendo estratégias junto à Guarda Civil Municipal, que disponibilizará todo o seu efetivo para realizar de forma satisfatória a segurança do evento. Para evitar assaltos e furtos, a Polícia Militar também estará presente. Carros e motos também estarão a disposição dos policiais para que as rondas e abordagens sejam ainda mais eficazes, deixando a população e os carnavalescos ainda mais seguros.

Essas viaturas permitirão que o efetivo possa atender toda a cidade com agilidade e rapidez, de modo que nenhuma demanda fique de fora. E como forma de reforçar mais ainda a segurança do Zé Pereira de Timon, a Prefeitura também vai disponibilizar seguranças particulares, que circularão todo o percusso do carnaval fora de época. Serão 300 agentes extras, 100 a mais que no Zé Pereira do ano passado. Eles funcionarão no intuito de manter a ordem e garantir uma festa sem transtornos para a população.

O Departamento Municipal de Iluminação Pública (DEMIP) vai acrescentar uma nova iluminação para os dias de Zé Pereira. A Avenida Piauí será beneficiada com 28 novos refletores, além da eficaz iluminação de LED implementada recentemente. Uma boa iluminação garante uma melhor visibilidade, facilitando a circulação das pessoas, blocos e trios elétricos. Também estão sendo disponibilizados pontos de luz e energia para as barracas de alimentação, onde os barraqueiros deverão pagar o valor simbólico de R$ 40 para o benefício.

Os vendedores do lado contrário ao Rio Parnaíba terão apenas pontos de luz em razão da região onde se encontram, que é de preservação ambiental.

Foliões terão atendimento médico rápido e eficiente

Serão disponibilizados 53 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e demais trabalhadores em saúde, que estarão de prontidão para atender as possíveis urgências do evento. A Avenida Piauí contará com um posto médico, com estrutura física apropriada para realizar os primeiros socorros e, conforme a gravidade, fazer o encaminhamento para as unidades de saúde de referência (UPA e HPA).

Para auxiliar no atendimento ao público, serão distribuídos postos móveis em pontos estratégicos com três ambulâncias do SAMU para efetuar alguma remoção, se necessária. A intenção da Secretaria Municipal de Saúde é oferecer um atendimento médico rápido e eficiente, caso algum folião necessite de assistência durante a festa.

Siga o Meionorte.com no Facebook

Fonte: Pollyana Carvalho e Lucrécio Arraes