Filha de Baby Consuelo diz que era uma "ninfomaníaca braba"

Filha de Baby Consuelo diz que era uma "ninfomaníaca braba"

Sarah Sheeva hoje é pastora, ministra o "culto das princesas" e diz que está há 10 anos sem sexo.

Sarah Sheeva, filha da cantora Baby Consuelo, abriu o coração em entrevista para o apresentador Amaury Jr., da Rede TV, e contou como se deu sua conversão à religião evangélica e quais fatores levaram a ela.

“Eu era uma ninfomaníaca ‘braba’. Uma mulher bastante promíscua na área sexual. O sexo era o meu grande vício. Era doente demais, uma cachorra. Eu era tudo de errado. Não conseguia ficar sem sexo. Tinha um problema sério nessa área. Os homens que eu tinha não me saciavam. Acredito muito na transferência de espírito durante o sexo e, a cada homem que tinha, ficava mais insaciável”, conta ela que hoje é pastora, ministra o "Culto das Princesas", no qual ensina mulheres de Cristo a atrair homens virtuosos, e diz ainda estar há 10 anos sem praticar sexo.

"Minha mãe parou de falar comigo"

Sarah contou ainda que no começo sua opção religiosa não foi bem aceita pela mãe, a cantora Baby Consuelo. “Aquela mulher que usava roupas de prostituta, andava rebolando e pegava todos, virar uma mulher na linha, toda certinha? Mamãe ficou dois anos sem falar comigo. Ela dizia: ‘Minha filha ficou fanática’.

Dois anos depois de me converter, mamãe se converteu”, lembrou.

“Não acreditava, por exemplo, que existisse diabo, demônio, essas coisas. Achava que isso tudo era uma fantasia (...) e eu vi aquela pessoa incorporando na minha frente (...). Mudou a voz. Vi um espírito, uma coisa maligna, uma coisa monstruosa”, contou ainda sobre uma experiência religiosa.

O programa de Amaury Jr. com a entrevista de Sarah Sheeva vai ao ar na terça-feira, 6.

Fonte: Ego, www.ego.com.br