Fiuk: "Acho ótimo namorar as mais velhas"

Perguntando se gosta mais de cantar ou de atuar, Fiuk responde que sua vida é 100% música



Galã de "Malhação", Fiuk contou ao blog que sua rotina de shows e as gravações da novela da Globo estão fazendo com que ele "more" num avião. Fiuk, que veio morar no Rio por causa de "Malhação", também tem casa em São Paulo, onde nasceu. Mas, aos 19 anos ("Mal saí das fraldas", brinca), a rotina pesada não o assusta. Ao contrário. Ele ainda tem tempo de curtir o namoro com a produtora de moda Natália, com quem está há dois anos. Detalhe: ela é 18 anos mais velha do que ele.

- Acho ótimo namorar mulheres mais velhas. Elas são mais decididas, não tem tanto nhenhenhém - afirma ele. - E a gente praticamente mora junto.

Perguntando se gosta mais de cantar ou de atuar, Fiuk responde que sua vida é "100% música", mas que já foi "mordido pelo bichinho da arte de atuar".

- E quero tirar proveito de tudo, desse momento que estou na TV... Mas, depois de "Malhação", vou me dedicar mais à minha banda (Hori) - diz ele. - Quero fazer bastante shows. Não tem coisa melhor no mundo do que estar em cima de um palco. É uma delícia - garante o cantor/ator, que, além de cantar, toca piano, violão e guitarra. - Vivo batucando, adoro música, é um vício.

Filho do cantor Fábio Jr., Fiuk diz que as fãs mais velhas sempre falam do seu pai quando o abordam na rua. E ele gosta.

- Estou adorando esse carinho do público, as pessoas estão me aceitando, está sendo mais legal do que eu esperava. E sempre tem aquele papinho de eu ser filho do Fábio Jr. Mas é ótimo porque vejo que ele é um cara muito querido mesmo - conta Fiuk, que admite que o público também sempre lembra do jeito galanteador do seu pai. - Pois é, ele é mulherengo mesmo (risos), aí a galera fica zoando. Eu já tive esse momento, mas agora estou namorado sério.

Irmão de Cleo Pires, Fiuk diz que pediu conselhos à irmã quando começou a gravar "Malhação". E quando fez teste para o filme "As melhores coisas do mundo", de Laís Bodanzky.

- A Cleo foi a primeira pessoa para quem eu liguei depois que recebi o convite da Globo. E, quando fiz o teste para o filme, pedi muito conselho a ela, que dizia, com aquele sotaque carioca, assim: "seja verdadeiro e faça com amor". Ai eu falava: "não, Cleo, estou nervoso, me fala algo que eu deva fazer". E ela repetia: "seja verdadeiro e faça com amor" (risos). A gente se dá muito bem, e eu adoro ela.

Fonte: Globo