"Foi a coisa mais idiota que já fiz", diz atriz sobre foto com arma

Ela aparece de sutiã preto apontando uma arma para a própria cabeça.



A atriz Helen Flanagan se apressou em pedir desculpas pela foto que publicou no Twitter na segunda-feira (17), dois dias depois do massacre responsável pela morte de 26 pessoas, ocorrido no Estado de Connecticut, nos EUA. Na imagem divulgada pela britânica de 22 anos, ela aparece de sutiã preto apontando uma arma para a própria cabeça.

"Foi a coisa mais idiota que eu fiz na minha vida", disse em entrevista ao programa vespertino Daybreak, exibido no Reino Unido pelo canal ITV Network, na qual explicou que a foto se referia a uma ressaca, não à tragédia ocorrida na pequena cidade de Newtown. "Foi um tuite completamente fora de contexto. Completamente. Postei a mensagem, que tinha umas imagens diferentes, e uma delas estava relacionada a uma bebedeira."

Flanagan admitiu ter entendido perfeitamente as críticas que sofreu após a divulgação da imagem, que imediatamente a conectaram à chacina. "Eu me odeio por isso. Sinto muitíssimo e não poderia sentir mais. Meu coração sangra por todas aquelas famílias", lamentou. "Sou vista como um modelo a se seguir e definitivamente aprendi uma lição com tudo isso. Verdadeiramente sinto muito."

A polêmica foto fazia parte de um ensaio, feito em outubro, no qual a atriz imitou Marily Monroe. A imagem, no entanto, foi postada no mesmo dia em que as primeiras vítimas do massacre, responsável pela morte de 20 crianças, foram enterradas. Depois de receber uma série de xingamentos e ser chamada de "sem cérebro", "insensível" e "estúpida", ela retirou a foto da rede.

Fonte: Terra