Gaby Amarantos fala de sexo e que os homens têm medo dela

Gaby Amarantos fala de sexo e que os homens têm medo dela

A cantora contou que a origem de sua autoestima vem dos conselhos da mãe, Dona Elza

Prestes a estrear no programa Dança dos Famosos na Globo, Gaby Amarantos concedeu entrevista ao jornal Extra, neste sábado (19), e falou que tem sim curtido a solteirice.

?Ah, tô pegando, né? Tem que pegar, filha! Eu não acredito em amor para sempre. Aquela pessoa vem para a sua vida, mas uma hora ela vai embora. E depois vem outra, e você vai aprendendo e ensinando. Acredito que exista amor enquanto ele dura. Nunca fui muito namoradeira. Sou mais presepeira. Sou feliz comigo mesma. Não acredito que a mulher só seja feliz se tiver um companheiro. Pode ter vários, nenhum... Não sou assexuada. A-do-ro sexo! Mas sei ser feliz comigo?, garantiu.

Homem para ela tá difícil. ?Muitos têm medo de mim, né? Essa mulher grande, cheia de acessórios, maquiagem carregada, atitude... Não é pra qualquer um mesmo, não!?.

?Gosto de homem com atitude. Sou isso tudo, mas gosto que chegue em mim. Só que, se não chega, eu tomo iniciativa. Se estou afim, vou lá. Gosto de homem e ponto, não tenho muito essa de físico e idade. A estética é importante, mas o conteúdo é o que vale. Gosto do ser humano no todo?, comentou.

A cantora contou que a origem de sua autoestima vem dos conselhos da mãe, Dona Elza. ?Minha mãe é meu grande amor. Foi ela que me ensinou tudo. Meu pai é um homem extraordinário. Sou fruto dessa união de 40 anos sacrificados, mas bem-sucedidos. Hoje me acho linda, gostosa e bem. Não quero ser a magra do pedaço. Malho, danço, como bem e sou mulherão?, explicou.

Questionada se posaria nua, ela respondeu: ?Acho que não é minha praia, não me sentiria bem. Não digo nunca. Já me sinto bem sendo chamada de gostosa no palco, pelos fãs?, brincou.

Com sua música na novela Cheias de Charme, Gaby acha que a periferia ensinou que brega é um estilo de vida. "Está no vestir, em como você vai a uma festa, no comportamento, na forma de você se relacionar com o amor. Se você se apaixona, você demonstra, se sofre, chora. Ser brega é não ter máscaras. Cafona é não ser você mesma. Sou brega e estou super na moda", disse.

Fonte: Vírgula