Galã de "Araguaia", Raphael Viana: "Já fui patinho feio"

Em entrevista ao EGO, o ator falou sobre seu trabalho na novela, sonhos para a carreira e vida pessoal.

Raphael Viana está arrancando suspiros da mulherada como o Fred de "Araguaia", mas em entrevista ao EGO, o ator garantiu que nem sempre fez sucesso. O moreno de 1,88m conta que era um patinho feio na infância e exibe a beleza conquistada com os anos em um ensaio exclusivo feito na Pedra Bonita, na Zona Sul carioca. A escolha do cenário se deve à paixão de Raphael pela natureza - ele adora fazer trilhas e tomar banho de cachoeira.

"Já fui patinho feio. Na infância, era baixinho, gordinho e usava óculos, mas nunca sofri nenhum tipo de bullyng. Era gordinho, mas também era esperto, e o meu irmão mais velho era bem popular", relembra.

Prova de que a situação mudou é assédio constante das mulheres desde que estreou na novela das seis da TV Globo. O ator diz, no entanto, que recebe mais cantadas pela Internet do que nas ruas.

"Pessoalmente, as pessoas são mais tímidas, cuidadosas. Nunca disseram nada constrangedor na minha frente. Mas na internet parece que elas se sentem mais livres e pegam pesado. Uma vez, uma mulher mandou um recado assim no meu Twitter: "Sou do ramo do petróleo. Acho você lindo, estou apaixonada... Vou viajar agora, você não quer ir comigo?". Nem respondi, deixei passar", conta.

Para a alegria das fãs, Raphael está solteiro há aproximadamente um ano. Aos 26 anos, ele se diz romântico, amante de poesia e, questionado se sonha em se casar e ter filhos, não tem dúvida na hora de responder: "Claro que sim. Meus pais são casados há aproximadamente 34 anos. Tenho um belo exemplo em casa."

"Estou solteiro, mas sempre namorei bastante. Sou romântico, gosto de poesia. Meu normal é estar com alguém. Agora estou trabalhando que nem louco e não dá tempo para conhecer ninguém", explica.



Carreira

"Araguaia" é o segundo trabalho de Raphael em novelas, e ele não podia estar mais satisfeito com a repercussão de seu personagem. Mesmo as consequências do sucesso, como virar alvo dos paparazzi, não incomodam o rapaz natural de Barra Mansa, interior do Rio de Janeiro.

"Fazer a novela está sendo uma maravilha. Estou feliz para caramba e, quando as pessoas me abordam, só dizem coisas positivas e torcem muito pelo Fred. O carinho é ótimo, e os paparazzi fazem parte. Não tem o que fazer. Você tem que saber lidar e não alterar sua rotina por causa disso. Não é uma coisa que me incomoda", garante.

O clima nos bastidores da novela também é muito bom. Raphael conta que já fez muitos amigos entre os colegas de elenco e elogia vários deles.

"Gosto de todo mundo. Somos muito unidos e formamos um time com muito gás, vontade e alegria de fazer um trabalho bem feito. A Suzana (Pires) é uma grande parceira de trabalho, a Júlia (Lemmertz) é um amor, tenho muito carinho pela Milena (Toscano) e o Nando (Cunha) é muito engraçado, faz uma piada atrás da outra", enumera.

Raphael começou a estudar teatro aos 15 anos, por iniciativa dos pais, que queriam diminuir a timidez do filho. Uma vez no curso, ele gostou tanto de atuar que decidiu entrar para a CAL (Centro de Artes de Laranjeiras) quando terminou o segundo grau, fez a Oficina de Atores da Globo e parte da faculdade de artes cênicas de uma universidade carioca - que atualmente está trancada. Há cinco anos, ele faz parte da Companhia de Teatro Íntimo.

"O meu foco sempre foi o trabalho, e sou apaixonado pelo que faço. De certa forma, sou do tipo que deixo a vida me levar, mas tenho metas. Quero fazer mais TV e mais cinema, por exemplo - já fiz 3 curtas, mas nunca um longa. O que quero, de verdade, é continuar fazendo o que gosto. É só isso", diz o ator, que já tem projeto com sua companhia para o ano que vem, a peça "Bateia".

Fonte: Ego, www.ego.com.br