Garoto de 1 ano tem sua perna amputada

Garoto de 1 ano tem sua perna amputada

Médicos investigam suposta picada de aranha desde fevereiro deste ano

O menino Igor Nascimento de Oliveira, de 1 ano e 2 meses, recebeu alta nesta quinta-feira (17), após ficar foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas desde 18 de março deste ano. Ele teve a perna esquerda amputada, em Salvador. Segundo a equipe médica de São Paulo, o menino tem uma fasceíte necrosante (infecção da pele, da camada de gordura e dos músculos), mas a hipótese de que a infecção tenha começado após uma picada de aranha existe.

Igor foi transferido para o Hospital Jorge Valente, em Salvador, onde havia iniciado o tratamento antes de viajar para São Paulo. O boletim médico do Instituto da Criança informou que a amputação, feita por médicos baianos, foi necessária por causa da necrose extensa no membro.

O menino começou a enfrentar problemas em 21 de fevereiro, em Alagoinhas (BA), quando supostamente teria sido picado por uma aranha. Ele chegou a receber tratamento antiaracnídeo, que não foi suficiente para melhorar o ferimento na perna. O que espantou a família, médicos e toxicologistas da Bahia que atenderam o menino em Salvador foi a evolução rápida do ferimento.

Em São Paulo, uma junta médica identificou o fungo Zygomiceto, porém não está claro se é o agente causador da infecção. O paciente recebeu antibióticos, incluindo um tipo específico para o fungo identificado.

Histórico

O menino passou por uma cirurgia de limpeza no local da amputação por conta do surgimento de novas áreas de necrose, em 19 de março, no HC. Os médicos decidiram por uma nova cirurgia, em 26 de março, para a retirada de parte do rim esquerdo.

No dia 30 de abril foi feita a limpeza de abscessos na região dos rins. No dia 25 de maio, os médicos pararam de dar os antibióticos.

Fonte: g1, www.g1.com.br