‘Passei fome e não dou R$ 100 mil em fantasia’, afirma Gracyanne Barbosa

Na série "Sua majestade, a bateria", rainha da Mangueira não liga para quem fala de seus músculos e diz que quer ficar na verde e rosa para sempre


Gracy critica ostentação:

A ideia do ensaio ?Sua majestade, a bateria?, é retratar as rainhas de bateria prestando uma homenagem aos seus ritmistas. Mas no dia marcado para Gracyanne Barbosa ser fotografada na Mangueira, ela foi além. Além da a bateria, ela acabou reunindo um verdadeiro bloco de fãs - todos moradores do morro onde está localizada a escola de samba - que fez questão de acompanhar seus passos pela comunidade, gritar seu nome, pedir autógrafo e até mesmo participar da foto.

Nada demais para quem está acostumada aos excessos. Sobre o corpo musculoso, ela já nem perde mais tempo com as críticas. ?Enquanto falam do meu corpo, ele me dá um retorno financeiro espetacular?, diz. Sobre suas muitas passagens por várias escolas de samba, ela se defende, dizendo não ter domínio sobre o troca-troca. ?As diretorias e as circunstâncias mudam, e nem sempre podemos ficar?, diz. O tom franco também foi marca do encontro e perdurou até mesmo na hora de falar de assuntos mais amenos como fantasia. A rainha pé no chão disse que quer chegar linda na avenida, mas que não gasta valores astronômicos em seu figurino.

?Tem gente que diz que gasta R$ 100mil em fantasia. Acho um absurdo. Jamais conseguiria gastar isso em fantasia sabendo que tem gente que passa fome aqui (na Mangueira). Até porque eu já passei fome e sei o quanto é difícil colocar um prato de comida em casa?, diz.


Gracy critica ostentação:

Gracy critica ostentação:

Fonte: EGO