Guilherme de Pádua deixa Ratinho irritado por não fazer revelação

Carlos Massa, o Ratinho, ficou visivelmente irritado com o entrevistado desta quinta-feira (8), Guilherme de Pádua, em seu programa ao vivo no SBT.

Carlos Massa, o Ratinho, ficou visivelmente irritado com o entrevistado desta quinta-feira (8), Guilherme de Pádua, em seu programa ao vivo no SBT. É que o ex-ator, assassino de Daniela Perez, filha da novelista Glória Perez, negou-se a responder a várias perguntas do apresentador, como o real motivo do crime, conforme havia se disposto.

Contudo, o Programa do Ratinho, exibido das 18h às 19h05, atingiu seu principal objetivo: segundo a prévia do ibope na Grande São Paulo, a atração ficou na vice-liderança, com média de 7,8 pontos e pico de 10,7. A audiência do programa constuma ficar em torno dos 4 pontos.

Inicialmente, Guilherme faria uma declaração bombástica sobre o caso, ocorrido há 18 anos. Segundo ele, a motivação do crime para a sua condenação é inverídica. Porém, temendo que a mãe da vítima cumprisse o que prometeu no Twitter, de processá-lo, ele desistiu, dizendo não ter dinheiro para pagar advogados.

Mesmo depois de receber muitas críticas no twitter, Ratinho levou ao seu programa Guilherme de Pádua, que assassinou Daniela Perez, em 1992.

Sem plateia, o apresentador começou falando sobre as contestações dos que foram contrários à entrevista de Guilherme, antes dela ir ao ar:

"Tenho recebido muitas críticas sobre isso, mas a Globo também colocou o Guilherme no ar. A Glória Maria o entrevistou na época. Estou no meu direito, e posso mostrar isso?, disse Ratinho.

Logo depois, foi ao ar um trecho da entrevista com a repórter da Globo, na época da ocorrência do crime.

?Eu trabalho no SBT. Não vem me cobrar não. Se Silvio Santos falar para eu não colocar eu não ponho, mas os outro não?, disse o apresentador.

A entrevista

Durante seu relato Guilherme de Pádua, que permaneceu na prisão por apenas sete anos, falou de como tem sido a sua vida, desde o assassinato da colega da novela global De Corpo e Alma, filha de Glória Perez. Ele se mostrou bastante tranquilo, sorriu e até fez brindadeirinhas em alguns momentos.

?Encontrei o caminho de Deus. Hoje eu frequento a Igreja Batista. Antes tinha o maior preconceito com evangélico, mas agora eu vejo o tamanho do amor que eles têm?, falou o acusado que cuida do desenvolvimento de softwuers, sistema de som, dou aulas de teatro na instituição.

Logo depois, ele se defendeu e falou que precisava desabafar sobre o que sofreu com a repercussão do crime.

?Eu não consegui ficar no anonimato, com o passar do tempo. Virei boi de pirata, todo crime que acontece, eu sou lembrado. Uma psiquiatra escreveu um livro dizendo que eu sou um psicopata, eu não sou, isso é uma doença! As pessoas falam como se o crime acontecesse ontem. Fui preso, julgado, condenado. Não acho isso justo, 18 anos se passaram, tudo mudou. Tem muita gente que faz muita coisa e não vai pra cadeia.?

Guilherme ainda fez questão de lembrar que foi ameaçado pelo twitter de ser processado, caso falasse algo no programa que denegrisse a memória de Daniela ou a moral de seus familiares.

?No twitter eu fui ameaçado, dizendo que se eu tocar no assunto eu seria processado. Foi tão divulgada só a primeira versão, a segunda ninguém conhece. Eu me sinto coagido. Não quero dizer que eu sou inocente. Queria que todas as versões do crime fossem divulgadas para que o público saiba a verdade?.

Quando Ratinho lhe fazia perguntas diretas, Guilherme não quis responder, o que deixou o apresentador visivelmente incomodado:

?Você está me enrolando. Responda por que você matou a vítima!?

?Ratinho, você não vai pagar meu advogados. Leia o seu twitter, eu não vou responder isso para o público. Não é por mim, não. A imprensa faz a cabeça do povo?, justificou Guilherme.

?Você quer que o povo continue pensando mal de você??, questionou Ratinho.

?Não posso fazer nada?, concluiu o ex-presidiário.

Ao final da entrevista, Ratinho perguntou se Guilherme já pensou em pedir perdão para a mãe da vítima (ambos não tocaram o nome de Glória ou de Daniela durante todo o tempo).

?Já pensei em pedir perdão para a mãe da vitima. O que eu mais desejo é a felicidade das pessoas que causei dor. Já quase fiquei maluco?, respondeu Guilherme.

Por fim, Ratinho, furioso, encerrou a entrevista e disse:

?Se eu fosse a Glória não perdoaria você!?.

Em seguida, deixou o estúdio sem ao menos se despedir do entrevistado.

Minutos antes da entrevista de Guilherme Pádua ao Programa do Ratinho, Glória Perez, retwitou (reproduziu um comentário em sua página no twitter) uma mensagem de um internauta que protestou a aparição do assassino.

"Porque o ratinho não coloca o Guilherme de Pádua de motorista da filha dele? E o casal Nardoni mototista da neta!, postou ela"

O ator Bruno Gagliasso, que apoiou a revolta da autora, também retwitou a mensagem.

Fonte: OFuxico, ofuxico.terra.com.br