Homofóbicos são gays enrustidos, diz ator que vive gay em Insensato Coração

O Ator Rodrigo Andrade revelou à revista Contigo que teve um primo homossexual que morreu assassinado.

Aos poucos um personagem vem ganhando espaço na novela Insensato Coração. Eduardo, interpretado pelo ator Rodrigo Andrade, se entregará a um romance homossexual que vai balançar as estruturas de muita gente. No início da trama, ele namorava Paula (Tainá Muller), mas vai embarcar em uma história de amor com o seu professor da academia, Hugo (Marcos Damigo).



Em entrevista à revista Contigo, o ator diz que tem um motivo especial para combater a homofobia. Em uma dessas loucuras do destino, há 15 anos, a sua família viveu um drama justamente por conta do preconceito. Rodrigo teve um primo assassinado porque era homossexual. ?Um rapaz chegou perto dele e falou que não poderia ter gay no bairro em que moravam. Quando meu primo saiu, levou um tiro nas costas. O marginal foi preso, mas depois saiu da cadeia e ainda passou na frente da casa da minha tia, que perdeu o filho pelas mãos dele, e falou piadinhas?, conta.

"Em minha opinião, grande parte dos homofóbicos são ?enrustidos?. Foi comprovado cientificamente. Uma universidade dos Estados Unidos fez uma pesquisa e colocou 30 homofóbicos e 30 pessoas indiferentes à sexualidade alheia. Os dois grupos assistiram a um filme pornô e se excitaram mais ao ver cenas entre dois homens fazendo sexo", completou.

Fonte: Contigo!, www.contigo.com.br