Incrível percorre hoje rota do Cavalo-Marinho nas praias de Barra Grande, no litoral do Piauí

Incrível percorre hoje rota do Cavalo-Marinho nas praias de Barra Grande, no litoral do Piauí

A trilha do cavalo-marinho faz conexões emocionais

Manhã ensolarada em Barra Grande, litoral do Piauí. Um grupo alegre, festivo e descontraído, com mãe, filhas, sobrinhos e visitante estrangeira prepara-se para percorrer, em um veículo 4x4, ecológico e sustentável, movido a capim, a rota do Cavalo-Marinho, que será mostrada hoje, a partir das 23h, no programa Incrível, na Rede Meio Norte, e com reprise no domingo, às 15h.

O cavalo-marinho vive nas águas dos mares, mas este passeio começa em terra firme. As carroças seguem sem pressa. O povoado de Barra Grande vai se revelando quadro a quadro, a uma velocidade que certamente não atropela ninguém.

Incrível passa por rua calçada, beco e mostra a exuberância do litoral, a praia, o vento e mostra ao telespectador uma refrescante sensação de bem-estar.

Como em Barra Grande parece que há um ventilador gigante ligado o tempo todo, as pipas do kite também curtem velejar no ritmo pulsante das emoções.

Gente que vem de longe, grupos de amigos do outro lado do Brasil seguem juntos pela rota do cavalo-marinho de Barra Grande.

Cavalo-marinho: ecologia e biologia

Cavalo-marinho. Só a aparência lembra um cavalo. Mas este animal é um peixe da família Syngnathidae. Exótico, estranho e esquisito, ele tem nadadeiras de peixe, mas nada e se desloca na posição vertical.

O cavalo-marinho, chamado pela ciência de Hippocampus, é um peixe ósseo com 32 espécies diferentes. Os cavalos-marinhos vivem nos mares de regiões de clima tropical e temperado, perto de estuários e manguezais, berçários biológicos naturais, onde há comida em abundância.

Vivem em ambientes com até 45 metros de profundidade e todas as suas espécies são consideradas vulneráveis por órgãos de proteção à natureza.

Sensível à poluição, a presença no ambiente natural significa que a natureza está em seu equilíbrio biológico. A maioria dos cavalos-marinhos mede entre 15 cm e 18 cm, mas há espécies bem pequenas, com menos de 5 centímetros.

Assim como os camaleões, eles mudam de cor e movimentam seus olhos em diferentes direções, independentes um do outro. É o único peixe que possui a cabeça perpendicular ao corpo.

A anatomia do cavalo-marinho, a sua forma e comportamento, são o resultado de uma evolução direcionada para a caça e alimentação.

Turismo sustentável

A rota do cavalo-marinho de Barra Grande, município de Cajueiro da Praia, no litoral do Piauí, é uma opção de turismo sustentável ecologicamente correto. Ao inserir personagens locais da comunidade do povoado, a rota do cavalo-marinho é socialmente inclusiva.

Ao promover a conquista de bens de consumo que melhoram a qualidade de vida e o conforto das famílias de seus condutores, a rota torna-se economicamente viável.

A rota do cavalo-marinho é uma trilha única. Os seus contatos imediatos com a natureza é que são múltiplos. No mínimo, há três momentos distintos e interligados, cada um com atrativos próprios.

A ida de carroça ou charrete é uma descoberta. O encontro com o cavalo-marinho é outra emoção. Mas o retorno até o Porto do Seu Áureo, depois de descer boiando pelos igarapés na maré vazante, é uma experiência inesquecível.

Descer todo santo ajuda. Mas com um colete salva-vidas, arrastado sem pressa pela força da maré, é mais fácil. E agradável. Com grupos pequenos, raramente acima de 15 pessoas por vez, a diversão é um convite geral na rota do cavalo-marinho.

O cenário é de paz, mas há quem, divertidamente, comece uma guerra. Pelo menos a camuflagem está garantida. E quanto aos tiros, só se for de lama do mangue, numa guerra sem vítimas.

Os cenários naturais desfilam tão próximos que qualquer monólogo se torna diálogo. As raízes do mangue vermelho falam de sua missão fixadora do solo, reagindo contra a força erosiva das marés. Vistas de tão perto, entrelaçadas, parecem esculturas desenhadas por um arquiteto de casas de palafitas.

Olhares mais atentos para a floresta inundada revelam as sutilezas das luzes filtradas pelas frestas do verde de suas margens. As cores da manhã irradiam o sol crescente. Os tons da tarde acordam os tons de mais um dia poente.

A trilha do cavalo-marinho faz conexões emocionais. Um banho de natureza que alivia. Nada é tão forte que possa superar aquilo que está alinhado em sintonia.


Incrível percorre hoje rota do Cavalo-Marinho nas praias de Barra Grande, no litoral do Piauí

Incrível percorre hoje rota do Cavalo-Marinho nas praias de Barra Grande, no litoral do Piauí

Incrível percorre hoje rota do Cavalo-Marinho nas praias de Barra Grande, no litoral do Piauí

Fonte: Jornal Meio Norte