Índios do Xingu treinam bombeiros dos EUA

Índios do Xingu treinam bombeiros dos EUA

Vinte e cinco indígenas de quatro etnias participam de encontro.

Índios de quatro etnias do Xingu participaram de um treinamento com bombeiros “Hotshots” dos EUA - profissionais altamente especializados no combate a incêndios florestais em áreas protegidas, financiados por diferentes agências governamentais americanas. Ao todo, 25 índios trumai, caiapós, juruna e panará, além de 20 bombeiros de Mato Grosso, estiveram reunidos entre 1º e 7 de março na aldeia Piaraçu, na Terra Indígena Capoto Jarina. Segundo relata o tenente-coronel bombeiro Alessandro Mariano, coordenador do projeto de brigadas de bombeiros indígenas, os três americanos que fizeram o treinamento deram ênfase, em especial, à importância da prevenção dos incêndios florestais. Um antropólogo serviu de intérprete ente os índios e os instrutores estrangeiros. No Xingu já há cerca de 50 indígenas treinados e equipados para combater as queimadas. A partir de maio, quando recomeça a temporada do fogo na Amazônia, eles devem mais uma vez se esforçar para evitar que incêndios destruam a mata em suas terras. Em 2008, o cacique Raoni foi recebido em Brasília pelo ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, em reconhecimento ao trabalho dos bombeiros indígenas, pois conseguiram reduzir em 80% o número de queimadas entre 2007 e 2008 em sua região.

Fonte: g1, www.g1.com.br