Índios mantêm seis funcionários da Vale reféns no MA

Por meio de nota, a Vale afirma que a rodovia foi liberada às 19h06

Indígenas mantém seis funcionários da Vale reféns no interior do Maranhão desde a noite de quarta-feira. A informação é da empresa, que afirmou que nativos do povo Guajajara, da aldeia Maçaranduba da Terra Indígena Caru, realizaram a captura durante uma invasão à estrada de Ferro Carajás (EFC), na altura de Alto Alegre do Pindaré, impedindo o tráfego dos trens.

Por meio de nota, a Vale afirma que a rodovia foi liberada às 19h06, mas ainda há ameaça de nova invasão. A empresa disse ainda "que nenhuma das reivindicações dos indígenas é direcionada à empresa. Ao contrário, a Vale está em dia com todas as cláusulas do acordo de cooperação firmado com a Funai em 2007 para apoio àquela comunidade".

A companhia que atua nos segmentos de logística, energia e siderurgia disse que "está acionando todos os meios legais para responsabilizar civil e criminalmente os invasores. A Vale repudia quaisquer manifestações violentas, que coloquem em risco seus empregados, suas operações e que firam o Estado democrático de direito".

Fonte: Terra, www.terra.com.br