Injeção de célula-tronco pode substituir as próteses de silicone

Injeção de célula-tronco pode substituir as próteses de silicone

Além do uso cosmético, o estudo das células-tronco derivadas do tecido adiposo pode ajudar na reconstituição de órgãos e tecidos

As mulheres que querem aumentar o tamanho dos seios podem ter uma nova opção caso o FDA, agência do governo norte-americano que regulamenta alimentos e remédios, autorize o uso de células-tronco derivados da gordura na reconstituição de órgãos e tecidos.

Estudos mostram que a injeção de células-tronco derivadas da gordura retirada da lipoaspiração aumenta em cerca de 4 centímetros a circunferência dos seios, mantendo a pele macia e natural. O aumento de seios é a cirurga plástica mais realizada nos EUA, movimentando um mercado de quase US$ 1 bilhão em 2009, segundo o site Popular Science.

Além do uso cosmético, o estudo das células-tronco derivadas do tecido adiposo pode ajudar na reconstituição de órgãos e tecidos. Estudos mostram ainda que células-tronco derivadas de tecido adiposo auxiliam em uma série de tratamentos, melhorando a capacidade aeróbica em pessoas com doenças do coração e o suprimento de sangue em pessoas que sobreviveram a ataques cardíacos, por exemplo.

Mas, caso a prática seja aprovada pelo FDA, órgão governamental de controle de qualidade americano, é provável que um dos primeiros usos seja no aumento de seios.

Isso se explica pelo fato de que experimentar com órgãos não vitais é mais seguro e está sujeito a uma série de regulamentações muito menos limitada. Além disso, não é necessária a aprovação do FDA para realocar células que são removidas e devolvidas à mesma pessoa em um mesmo procedimento.

Fonte: Imirante, www.imirante.com.br