Musa do Paparazzo: Já me ofereceram até R$ 60 mil por 4 noites, revela panicat Thaís

Musa do Paparazzo: Já me ofereceram até R$ 60 mil por 4 noites, revela panicat Thaís

A paulista posou para o Paparazzo e contou que já recebeu propostas para fazer programa

Basta qualquer panicat ganhar um pouco mais de notoriedade, para começar a receber propostas indecentes. Com Thais Bianca não foi diferente. A paulista, de 24 anos, posou para o Paparazzo em uma casa em Camboinhas, em Niterói, no Estado do Rio, e revelou que já recebeu convites para fazer "programas", mas que nunca aceitou esse tipo de trabalho.

"Já fui abordada para fazer programas até por tios de amigas minhas antes de entrar na TV. Como sempre gostei muito de cuidar do corpo, acabava chamando a atenção. Aí os caras que se sentiam com algum poder, acabavam fazendo esse tipo de proposta, mas nunca aceitei. Sempre usei muito vestido, saias curtas e o povo acaba confundindo isso com garota de programa. Já me estressei muito com esse tipo de coisa, mas agora levo na esportiva. Se o cara me conquistar, eu até me envolvo, mas me pagando, nunca!", comentou.

Thaís garante que o assédio aumentou bastante depois que ela entrou no "Pânico": "As propostas chegam até o meu empresário, mas ele já descarta na hora. Nunca fui grossa, mas sempre deixei claro que programa eu não faço. Já chegaram a me oferecer R$ 60 mil por quatro noites. Eu teria que ficar em um camarote privado para dez pessoas em um evento fazendo dança sensual. Óbvio que eu saquei logo do que se tratava. Também tem homens que dizem que são generosos, discretos e outros que perguntam diretamente se sou prostituta de luxo. Falo logo: Nada de luxo! Prefiro viver na lama".

E por falar em dinheiro, a panicat contou que está satisfeita com o salário que ganha no "Pânico" e negou que as assistentes de palco do programa ganham menos de R$ 1 mil. "Eu ganho mais de R$ 1 mil. E mesmo se eu ganhasse menos, estaria bem pago. Até porque, eu gravo apenas dois dias na semana e tenho um retorno na mídia que para mim é excelente. Hoje em dia eu dou meu sangue no "Pânico" com muito prazer", garantiu ela, que também nem se importou em ter que beijar- de língua- um anão durante o programa: "Se eu aceitei estar alí, vou dar o meu melhor".

Fonte: EGO