Joana Machado diz que 'perdeu as contas' e do números de parceiros sexuais

Joana Machado diz que 'perdeu as contas' e do números de parceiros sexuais

Para a personal trainer, tamanho é documento, sim.

Sem o menor pudor, Joana Machado falou, nos bastidores do Paparazzo - o ensaio sensual com ela vai ao ar nesta sexta-feira, 12 - sobre suas preferências na hora do sexo. Para a personal trainer, tamanho é documento, sim. "Tem que ser pelo menos mediano, né? Se não, a gente recorre a outras alternativas".

Para a loira, na transa não pode haver frescura e agradar o parceiro é regra. "Entre quatro paredes vale tudo. Afinal, você tem que ter um diferencial para a pessoa com quem você está, senão o cara procura outra mulher, ou a mulher procura outro homem. Hoje em dia está assim, ninguém fica parado. É chumbo trocado", contou a personal, aos risos.

Quando questionada sobre quantos homens já se relacionou sexualmente, ela respondeu sem rodeios: "Ah, gente, não sei. Já perdi as contas. Um monte, afinal tenho 33 anos, né?".

O que não pode faltar entre quatro paredes? "O cara não pode broxar. Mas Graças a Deus nunca passei por isso. Não pode faltar também um bom sexo oral". A loira disse que também é fã de acessórios para apimentar a relação. "Adoro usar lingerie diferente, óleos para massagem, chicote, algema... Adoro essas coisas".

Virgindade

Joana beijou pela primeira vez aos 13 anos e perdeu a virgindidade aos 14. Sobre isso, não tem boas recordações: "Minha primeira vez não foi nada boa. Doeu, foi horrível, tive até nojo. Aliás, nunca vi alguém que tenha gostado."

Com 33 anos, a loira é mãe de Maria Luiza, 16, e Maurício, 9. A personal contou que hoje em dia não consegue mais realizar tantas loucuras sexuais. "Já fiz tanta coisa, mas hoje estou mais tranquila, ando sempre carregada de filho, de amigo de filho (risos)... Mas gosto de dar uma variada, aí a gente vai para o carro, para a praia, damos um jeito", disse ela, que mora há três anos com o policial Junior Figueiredo, com quem está junto há quase quatro anos.

Com ele, Joana já se aventurou na hora da transa. Sexo em lugares inusitados? "No carro, na praia, no barco, no avião.... Na primeira classe do avião foi rapidinho, não tinha ninguém, fizemos embaixo do cobertor." Ainda que já viva uma rotina de casada com o policial, a personal trainer não pensa em oficializar a união de véu e grinalda. "Não combina muito comigo. Sou mais do tipo de fazer uma festa no cabaré (risos)".

 

Fonte: Ego