Jogador de basquete é suspenso por fazer sexo antes de se casar

Jogador de basquete é suspenso por fazer sexo antes de se casar

Pivô Brandon Davies é destaque de BYU, terceira melhor equipe do basquete universitário dos EUA

O pivô Brandon Davies é um dos destaques de BYU (Bringham Young University) no campeonato universitário de basquete dos EUA. O jogador, porém, foi suspenso pela própria equipe, não entrará em quadra até o final desta temporada e pode até ser expulso da universidade. O motivo: ele fez sexo antes do casamento.

BYU é uma universidade ligada à "Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias", popularmente conhecida como "Mórmon". A instituição tem um código de conduta rígido que prevê, entre outras coisas, a abstinência sexual até o casamento. Davies admitiu ter desrespeitado essa regra e foi punido.

Questionado sobre a suspensão de seu astro, o técnico Dave Rose lamentou. "Acho que foi uma surpresa para todo mundo". Depois, indagado sobre a possibilidade de o jogador voltar ao time na próxima temporada, ele foi otimista. "Sim, eu acho (possível)".

Charles Abouo, companheiro de Davies no time, disse que o grupo de atletas dará apoio ao pivô. "Todos cometem erros na vida. Vamos tentar ajudá-lo a superar esse momento ruim", declarou.

Davies se despede da temporada com ótimas médias para o basquete universitário: 11,1 pontos e 6,2 rebotes por partida. Com esses números, o pivô é o melhor reboteiro e o terceiro melhor pontuador do time, que na atual temporada soma 27 vitórias e 3 derrotas. O desempenho de BYU é tão bom que a universidade aparece em terceiro lugar nos dois principais rankings dos EUA, com vaga garantida no mata-mata decisivo, o popular March Madness (Loucura de Março, em inglês).

Fonte: IG