Jornalista que jogou sapatos em Bush leva sapatada em Paris

Um jornalista jogou contra ele um de seus sapatos enquanto exclamava:

O jornalista iraquiano Muntazer al-Zaidi, que em dezembro de 2008 ficou famoso por jogar seus sapatos contra o então presidente americano George W. Bush, foi alvo nesta terça-feira (1º), em Paris, de um gesto similar por parte de um compatriota.

Um homem que se apresentou como jornalista na coletiva de Muntazer al-Zaidi jogou contra ele um de seus sapatos enquanto exclamava, em árabe, "toma outro sapato para você!".

Em meio à confusão, surgiram versões de que o homem que jogou o sapato - não identificado - era ferrenho defensor da invasão americana do Iraque lançada em 2003 pelo então presidente George W. Bush.

Depois de ser contido pelos presentes, entre eles o irmão de al-Zaidi, o suposto jornalista foi retirado da sala.

"Utilizei esse meio contra a ocupação e não contra um compatriota", reagiu Muntazer al-Zaidi, que em 14 de dezembro de 2008 ganhou fama mundial e, para mundo, virou herói ao jogar seus sapatos contra Bush numa coletiva de imprensa em Bagdá junto ao primeiro-ministro iraquiano Nuri al-Maliki, enquanto gritava "Este é o beijo de adeus, cachorro".

Al-Zaidi foi condenado a três anos de prisão por agressão contra um chefe de Estado estrangeiro, mas a pena foi reduzida a um ano de prisão por boa conduta e por não ter antecedentes.

Oriundo da cidade xiita de Nassiriya, 350 km ao sul de Bagdá, Al Zaidi, de 30 anos, vivia em Bagdá e trabalhava para o canal de televisão al-Bagdadía.

Depois de sua libertação e por temer por sua segurança, se refugiou no Líbano, mas nesta terça anunciou que voltará ao Iraque para trabalhar.

Al-Zaidi também criou há pouco tempo uma fundação humanitária na Suíça destinada a ajudar os órfãos e viúvas de seu país.

O jornalista chegou a Paris procedentes de Genebra para se submeter um tratamento médico por causa das torturas que sofreu nos primeiros três dias de sua prisão em Bagdá, além de outros problemas físicos.

Na entrevista desta terça, perguntaram se ele jogaria seus sapatos contra Barack Obama.

"Eles ocupam meu país. Eu o faria qualquer que fosse seu país, sua cor de pele ou sua religião. Se a França fosse ocupada, vocês os receberiam com rosas?", respondeu Muntazer al-Zaidi.

Fonte: g1, www.g1.com.br