Jornalista Rivanildo Feitosa lança anuário 2014 nesta quinta-feira (26) em Teresina

Além de Alessandra Maestrini, o lançamento terá participação de Sérgio Donato e seu novo projeto musical, com bossa e música eletrônica

Fazer um mix de arte, cultura, sociedade e dicas de serviços e profissionais é a proposta do RF Anuário 2014, produzido pelo jornalista e escritor Rivanildo Feitosa, que será lançado hoje, a partir das 20h, na Cookies, Platinum.


Segundo Rivanildo, o Anuário brinda o público com informações de arte, cultura, viagens, gastronomia e moda. “Trazemos história de sucesso e superação”, explica, informando que a publicação contém serviços, com as indicações de RF em todas as áreas.

Todos os conteúdos abordados são importantes, embora o apresentador tenha priorizado muitas viagens, moda, além de pessoas. Aliás, são elas que fazem acontecer.

Fazer o RF Anuário 2014 foi um aprendizado para o jornalista. Foram feitas muitas pesquisas e levantadas informações interessantes e, claro, desse tempo de estudo sobraram dados e histórias que poderão estar na segunda edição.

Aliás, para próxima edição, o escritor explica que trará mais histórias de piauienses em outras cidades, sempre com produção de conteúdo e foto. “Será um material tamanho Brasil, com ótimas pautas”, comenta.

No RF Anuário 2014, Rivanildo destaca personalidades da política, do esporte, das artes. “Temos nesta primeira edição Iracema Portella, Silvio Leite, Sarah Menezes, Dora Parentes, Miro Pereira, Igor Medeiros, Kalina Rameiro, Salgado Maranhão, Genu Moraes”, cita.

Na produção do anuário, ele contou com o trabalho de uma equipe envolvida, como Tibério Hélio nas fotos, Tatiara de França na produção como editora, Tupy no design gráfico.

“Eu e Olegário Borges produzimos os textos. Além disso, o anuário tem fotografias de Darci Bastos, Sérgio Caddah e Mel Christofoletti”, afirma.

Para o jornalista, fazer o anuário foi uma atividade intensa e criativa. “Foi bom superar todos esses desafios. Um grande aprendizado para a vida toda”, conta, declarando que um fato curioso foi lidar com a questão do tempo, elencar prioridades. “Para isso, o trabalho em conjunto foi essencial, indo desde as fotografias até a parte de textos e diagramação”, relata.

Um trabalho minucioso, bonito e bem planejado terá um lançamento em grande estilo. A escolha da cantora Alessandra Maestrini deve-se ao estilo da noite, que relembra os 20 anos da Cookies, numa noite imperial. “O show é algo fino, de bom gosto. Alessandra é dona de uma ótima voz e um repertório excelente de jazz”, diz.

Além de Alessandra Maestrini, o lançamento terá participação de Sérgio Donato e seu novo projeto musical, com bossa e música eletrônica.


Alessandra Maestrini traz o show Drama'n Jazz


A noite terá a musicalidade de Alessandra Maestrini com o show Drama´n Jazz. Ela estreou em 2008 no Rio de Janeiro, com O Musical, de Charles Möeller e Cláudio Botelho, que criaram um personagem feito especialmente por ela.

Desde então, entre os musicais que protagonizou, estão a superprodução Les Misérables, o off-Broadway Rent, e o grande sucesso Ópera do Malandro.

Também como protagonista, foi dirigida pelas mãos dos diretores Moacir Chaves (Utopia), João Falcão (Mamãe Não Pode Saber) e João Fonseca (O Casamento do Pequeno Burguês), com o qual foi indicada ao Prêmio Shell de Melhro Atriz.

Em 2011, sob a direção de José Possi Neto, estrelou a primeira versão mundial para teatro do musical New York, New York, com o papel que no cinema foi eternizado por Liza Minelli.

Na TV, em dezembro de 2009, ela arrebatou o Brasil com a incrível Bozena, "lá de Pato Branco" no sitcom da TV Globo Toma Lá Dá Cá, de Miguel Falabella e Maria Carmen Barbosa.

Em 2010, no elenco da novela Tempos Modernos, também da Globo, incorporou o papel de Ditta Kuznetskov, uma diva internacional de ópera com um passado roqueiro.

Como cantora, Maestrini frequentemente é usada como exemplo de crossover singer entre mestres de canto e fonoaudiólogos, pela facilidade com que transita entre MPB, rock, jazz, ópera e outros estilos.

Entre canções interpretadas por ela que estiveram em trilhas de novela estão True Colors (Ti Ti Ti), Round Midnight (Insensato Coração); I Love You (versão em inglês para Eu Te Amo de Chico Buarque, em Aquele Beijo), e You Are The Top (Guerra dos Sexos).

Em 2013, ela lançou seu primeiro CD solo como cantora, intitulado Drama'n Jazz, pela Som Livre. Maestrini é uma das primeiras pessoas a ter aprovadas e, bastante elogiadas as versões que fez para o inglês de letras de Chico Buarque , dentre elas, "I love you" (Eu te amo), que foi tema da trilha da novela Aquele Beijo, escrita por Miguel Falabella. Deste CD, a canção Deixa Estar, em parceria com Tiago Abravanel foi sucesso nas rádios.

O show do disco fez burburinho no Festival Internacional Tudo É Jazz, em setembro de 2013, em Ouro Preto, e na edição do mesmo festival no Rio de Janeiro em dezembro do mesmo ano, no Porto Maravilha.

No cinema, ela participou dos filmes Fica Comigo Esta Noite (2006), de João Falcão, Polaroides Urbanas (2008), de Miguel Falabella, e A Primeira Missa ou Tristes Tropeços, Enganos e Urucum (2014), comédia de Ana Carolina, em que vivia uma índia.

 

Fonte: Isabel Cardoso