Jovem adotado encontra sua irmã em sala de aula

Jovem adotado encontra sua irmã em sala de aula

Os dois estudaram durante sete anos numa escola de Andradina

Um estudante, que é adotado, queria conhecer a irmã biológica, mas não sabia como nem onde encontrá-la. Desde bebê, Gecivam de Matos Carvalho é criado pela tia, mas ainda tem contato com os pais. O estudante de 18 anos tem três irmãs adotivas e uma biológica, criada por outra família e que ele não conhecia.

?Falaram para mim que ela morava em outra cidade, então era quase impossível encontrá-la?, contou.

Mas a irmã de Jecivam estava bem mais perto do que ele imaginava. Os dois estudaram durante sete anos numa escola de Andradina (a 640 km de São Paulo) e, neste ano, estavam na mesma sala de aula.

?O professor fez chamada pelo nome completo. Aí ela ligou os nomes e foi na secretaria procurar. Foi quando teve a notícia de que era [irmã] mesmo?. O estudante não tinha reconhecido a irmã, de 17 anos, porque o nome dela mudou quando foi adotada. Ela passou de Graciele de Matos Carvalho para Fernanda Oliveira Frasão.

A reportagem procurou a estudante, mas ela não quis gravar entrevista. A história surpreendeu os amigos da escola. ?Eu choquei quando eu vi que eles eram irmãos, bem estranho?, disse uma colega.

A descoberta, depois de 17 anos, só trouxe alegrias para a família. ?Quando eu fiquei sabendo, para mim era mentira. Depois, liguei para a minha mãe e ela falou que era mesmo?, conta o rapaz.

?Foi uma grande felicidade os dois irmãos se encontrando um ao outro, sem saber. E agora eu quero que tenha bastante união, porque eu acho bonito uma família unida ?, disse Maria Aparecida de Souza, mãe adotiva de Jecivam.

Fonte: g1, www.g1.com.br