Adolescente vai visitar túmulo do pai e fica paraplégica

Tamiris Nascimento foi atingida por dois tiros - um no tórax e outro na coluna.

Uma adolescente de 16 anos, baleada no sábado (20) dentro de um cemitério em Guarulhos (Grande São Paulo) durante um tiroteio, ficou paraplégica, segundo a Secretaria Estadual de São Paulo. Ao todo, três pessoas foram atingidas pelos disparos.

Tamiris Nascimento foi atingida por dois tiros - um no tórax e outro na coluna. Para curar o primeiro ferimento, os médicos do hospital Padre Bento, onde ela está internada, fizeram uma drenagem em seu pulmão. Ela está consciente e estável, mas ainda não tem previsão de alta.

A jovem foi ao cemitério Vila Rio com a mãe visitar o túmulo de seu pai. Tânia Damasceno Nascimento, mãe dela, foi atingida por um tiro na axila. Segundo a secretaria, a bala está alojada. No sábado, foi feita uma drenagem no pulmão da vítima, que não corre risco de morrer.

Mãe e filha não tinham relação com o tiroteio. A terceira vítima, um homem, está internada no Hospital Municipal de Urgências de Guarulhos, após ser atingida por dois tiros - na perna e no tórax. Ele é foragido da Justiça e será preso assim que receber alta.

O homem estava no cemitério acompanhando a exumação do corpo do irmão. Bandidos de uma favela vizinha ao local foram até o cemitério para matá-lo. Armado, ele revidou o ataque. Até o momento, a polícia não identificou os outros envolvidos no tiroteio.

Fonte: g1, www.g1.com.br