Juliana Paes se despede de Maya sob aplausos de colegas de elenco

Cumpriu o desafio de sua primeira protagonista na novela das oito com louvor.

Juliana Paes teve de aprender a dançar, balançar a cabeça como uma indiana, se tornou íntima de termos esquisitos, como ?chukriá? e ?chupt karo?, e passou por momentos dramáticos na pele de Maya. Depois de mais de 200 capítulos, a atriz chega ao fim de ?Caminho das Índias? coroada por elogios do diretor da trama e de colegas de elenco, como Tony Ramos e Laura Cardoso. Cumpriu o desafio de sua primeira protagonista na novela das oito com louvor.



?A parceria é algo fundamental na construção de um trabalho. Devo meu sucesso em ?Caminho das Índias? a muita gente, mas devo minha gratidão, acima de tudo, à generosidade e ao talento de Ju Paes. A novela foi dela?, resume Rodrigo Lombardi, seu par em cena.

Veterano da televisão, que na última semana dividiu cenas pesadas com Juliana na novela, Tony Ramos também é só elogios para a intérprete de Maya. ?Eu me lembro da Juliana começando e vejo, a cada dia, sua maturidade, sua determinação, seu talento. Quero que ela receba nosso carinho, que começou na Índia e percorreu todo o trabalho?.

Marcos Schechtman, diretor-geral da novela, acredita que ?Caminho? será um divisor de águas na carreira de Juliana. ?Na novela, ela mostrou uma grande carga dramática, além de talento e sensualidade para dançar como uma indiana de Bollywood. A Ju passou para a categoria das grandes atrizes com uma protagonista que veio para ficar?, observa Schechtman.

?A Juliana Paes é uma estrela. Nesta novela ela pôde provar que tem um talento à altura de sua beleza?, completa Caio Blat, cunhado de Maya na trama de Glória Perez.

Generosidade

Entre os depoimentos dos colegas de elenco de Juliana, uma palavra ecoava com frequência: generosidade. ?Ela me ensinou muitas coisas: de passos de dança a como realizar determinadas cenas. Mesmo com o sucesso, continua simpática, querida, linda. A Juliana é uma diva. É encantadora?, conta Carolina Oliveira.

?Não conhecia muito a Juliana antes da novela e ela me surpreendeu como atriz e pessoa?, revela Laura Cardoso, outra veterana. ? É uma grande profissional e tem uma generosidade que espanta, uma energia magnífica. Foi maravilhoso perceber isso e tê-la como colega nesta jornada?.

A energia ?contagiante? da atriz também foi citada por outro de seus cunhados na novela, Danton Mello, intérprete de Amithab. ?Juliana é uma atriz jovem e maravilhosa. Fiquei muito feliz com o trabalho, com a entrega dela?.

?Foi um grande prazer trabalhar com Juliana. Uma ótima atriz, uma grande pessoa?, concorda Cleo Pires, que na trama era sua grande rival.

?Juliana Paes é muito talentosa, generosa e bonita. "Caminho" foi um grande desafio e ela se saiu extremamente bem. Espero trabalhar de novo com esta incrível companheira?, rasga-se Osmar Prado.

Amizade fora das telas

Os laços construídos por Juliana Paes por trás das câmeras, pelo visto, vão continuar. ?A Juliana é doce, viva e generosa. Ficamos muito amigas ao longo da novela. Acho que "Caminho das Índias" marcou a carreira dela e foi um privilégio poder acompanhar o mergulho da atriz em cada cena. A Juliana Paes é hoje para mim a Juliana. E isso não tem preço?, declara Isis Valverde.

Nívea Maria, que na novela interpretou a mãe da atriz, também é só mimos para a "filhota": ?Juliana interpretou minha filha na ficção e poderíamos ter este parentesco também na vida real. Ela é tão afetiva, meiga, carinhosa, que a adotei nas duas instâncias".

Fonte: Ego, www.ego.com.br