Junno Andrade fala sobre nova peça, mas nega casamento com Xuxa

Esta não é a primeira experiência do ator e cantor, que no ano passado viveu o Santiago da novela "Salve Jorge"

Junno Andrade se reuniu com a imprensa na tarde desta quinta-feira, 1, para falar sobre a peça "À noite todo gato é pardo". O espetáculo, que passou por São José dos Campos (SP), Curitiba e Florianópolis, será encenado às quartas e quintas-feiras a partir do próximo dia 7, no Teatro Shopping Frei Caneca, em São Paulo.

Esta não é a primeira experiência do ator e cantor, que no ano passado viveu o Santiago da novela "Salve Jorge", nos palcos. Ele já fez parte das montagens "Ninguém é de Ninguém" e "O Grande Reciclador", no qual contracenava com Camilla Camargo.

"Tenho pouca experiencia no teatro, então fazer comédia se torna uma experiência nova. Geraldo não é um cara engraçado, mas acaba servindo pra os outros fazerem graça, ao ser enganado o tempo todo. Ele é apaixonado por cavalos e pela mulher, que o trai. Trair e sacanear é inerente ao ser humano", falou sobre o personagem.

Xuxa

Junno aproveitou o encontro e falou sobre sua relação com Xuxa. Entretanto, o ator despistou a possibilidade de um casamento com Xuxa. "Aliança no dedão vale! O que vale é a admiração e o carinho que a gente tem um pelo outro. Sou tímido para falar sobre isso. Estamos apaixonados e está tudo bem", declarou. Ele também disse que a apresentadora ainda não viu o espetáculo. "Não sei se ela vem aqui em São Paulo, depende da agenda, mas eu convidei. Já li a peça inteira para ela, que riu bastante".

Se o casamento ainda não está nos planos do casal, dividir a cena com Xuxa é algo possível para Junno. Ele afirmou que não descartaria fazer um filme com ela. "Se me convidar, eu faço. Não teria problema, levo o trabalho muito a serio".

A história

Na comédia, o namorado de Xuxa vive Geraldo, dono de um haras que é traído pela mulher, Clotilde (Delisiée Marinho), com o empregado e peão Amarildo (Guilherme Chelucci, que fez parte do elenco do espetáculo "Eu, que amava ele, que amava ela", protagonizado por Sheila Mello.

Ele precisa lidar também com amigos trambiqueiros que tentam lhe vender terras improdutivas e com a empregada Dinorá (Alessandra Venansi), que acaba criando confusões no decorrer da história. "Por ser uma comédia estilo Vaudeville com temática contemporânea, na qual cada ação das personagens repercute para todos os outros em situações de difícil saída, comparo a peça à um jogo de xadrez, repleto de humor, ação e ironia", afirma o diretor Ricardo Rizzo.



Fonte: EGO