Justiça cassa alvará de trabalho da menina Maisa

A medida foi conseqüência da polémica que surgiu após a menina aparecer chorando

A partir do próximo domingo (24/5), a apresentadora Maisa, de 7 anos, não poderá mais trabalhar no quadro Pergunte Para Maisa, no Programa Silvio Santos do SBT. Segundo o site Consultor Jurídico - especializado em notícias sobre o Judiciário - a menina teve seu alvará de trabalho cassado pela juíza auxiliar de Osasco Ana Helena Rodrigues Mellim, que atendeu ao pedido feito pela promotora estadual da Infância e da Juventude de Osasco, Susana Müller, nesta sexta-feira (22/5).

A medida foi conseqüência da polémica que surgiu após a menina aparecer chorando durante dois programas no SBT. A primeira vez foi no dia 10/5, quando um menino vestido de monstro assustou a garota. Após esse episódio, no dia 16/5, Maisa bateu com a cabeça em uma câmera durante o programa depois de sair correndo atrás da mãe, com vergonha do que Silvio Santos falava dela.

A Justiça considerou que a garota foi vítima de atos que ferem o Estatudo da Criança e do Adolescente. Além disso, segundo o site, a promotora Susana Müler disse que a participação da menina no programa fere o direito à liberdade e dignidade dos cidadãos em desenvolvimento. O Terra entrou em contato com assessoria de imprensa do SBT, que informou não ter conhecimento da decisão. A equipe de reportagem confirmou com uma fonte do sistema jurídico que o processo de cassação do alvará de trabalho da menina corre em sigilo judicial.

Fonte: Terra, www.terra.com.br