Justiça proíbe cirurgia como a do apresentador Faustão

Justiça proíbe cirurgia como a do apresentador Faustão

O médico fez a cirurgia em Faustão, em agosto de 2009

A Justiça Federal de Goiás proibiu, na quarta-feira (27), o médico Áureo Ludovico de Paula de realizar uma cirurgia de redução de estômago que promete manter o diabetes sob controle. A decisão é do Juiz Urbano Leal Berquo Neto, da 8ª Vara. Cabe recurso.

O médico fez a cirurgia em Faustão, em agosto de 2009. Na operação, considerada experimental, além do grampeamento para reduzir o volume do estômago, Ludovico de Paula faz um reposicionamento da porção final do intestino delgado ? chamada de íleo.

Segundo o juiz, Ludovico de Paulo deve submeter a técnica que ele inventou para a avaliação do Conselho Federal de Medicina (CFM) e do Conselho Nacional de Saúde e Comissão de Ética e Pesquisa (Conep).

Ainda e acordo com a decisão, o médico está proibido de realizar a cirurgia, a não ser em casos de risco de morte ou se o paciente não puder mais ser submetido à operação no futuro. Cada caso será avaliado por uma câmara composta por três médicos do CFM, que vai determinar se a operação é mesmo imprescindível.

A decisão prevê uma multa de R$ 100 mil por operação em caso de descumprimento.

Recurso

O médico Áureo Ludovico de Paula disse ao G1 que ainda não teve acesso à decisão da Justiça. Ele afirmou que vai acatar as ordens do juiz federal, mas pretende recorrer da decisão.

Fonte: g1, www.g1.com.br