Ken Humano se compara a 'uma fênix' na web: 'Morri e nasci de novo'

Na tarde desta quarta-feira, 8, ele publicou uma foto em sua página no Instagram em que se comparou 'a uma fênix'


Após internação de quase três meses para tratar do quadro de leucêmia linfoide aguda, Ken Humano segue em sua recuperação em casa. Na tarde desta quarta-feira, 8, ele publicou uma foto em sua página no Instagram em que se comparou 'a uma fênix'. Celso Santebanes escreveu: "As pessoas me perguntam: 'Celso se fosse pra te descrever em uma só palavra, qual seria?' - Uma (Fênix) morri e nasci de novo!".

Em entrevista recente ao site, o modelo revelou que ainda sente dores: "Estou me recuperando aos poucos. Ainda sinto dores. Acho que semana que vem retorno ao hospital pra continuar o meu tratamento", explica.

Celso planeja organizar uma campanha para conseguir um doador de medula óssea. "Quero servir de exemplo para as pessoas que têm câncer não desistirem de suas próprias vidas, quero levar esperanças para essas pessoas que têm câncer".

Entenda o caso

Celso Santebanes deixou o Hospital de Clínicas de Uberlândia, da Universidade Federal de Uberlândia (HCU-UFU), na quarta-feira, 1º de abril, onde estava internado havia 75 dias. Ao site, na saída do local, ele falou com muita dificuldade: "Estou bem e muito feliz". Debilitado, o rapaz estava em uma cadeira de rodas e foi levado pela tia Marília para a casa dos avós em Araxá, a 177km.

Antes de sair, ele falou com o EGO por WhatsApp. "Não precisei fugir, rs! O médico me deu alta antes, rs! Brincadeiras à parte, foi muito sofrimento pra mim ter passado por tudo que eu passei, enfrentei a morte cara a cara, mas venci".

A descoberta da doença se deu quando Celso foi investigar uma inflamação. Assim como Andressa Urach, o rapaz dizia sofrer com complicações por conta do hidrogel. O drama do modelo começou quando ele recebeu o diagnóstico de leucemia linfoide aguda. Celso foi internado primeiramente no dia 7 de janeiro em Araxá, Minas Gerais, mas foi encaminhado logo depois para Patos de Minas por causa da gravidade de seu quadro. Apenas oito dias depois, em 15 de janeiro, ele voltou a ser transferido, desta vez para o Hospital de Clínicas de Uberlândia, da Universidade Federal de Uberlândia, onde permanece internado até o momento.

No dia 3 de fevereiro o estado de Celso se agravou abruptamente e o boletim médico indicava "risco iminente de morte". Na ocasião, em entrevista ao site, a mãe de Celso, Marli Borges, chegou a admitir que não acreditava mais na recuperação do filho. "Não tenho mais nenhuma esperança", disse ela, enquanto o filho permanecia em coma.

No dia 10 de fevereiro o hospital já descartava risco de morte, apesar do quadro ainda ser grave. Dois dias depois o modelo passou a respirar sem ajuda de aparelhos e de lá para cá seu estado vem melhorando progressivamente.

A avó de Celso, Terezinha Borges, que o visitou na noite do último dia 9, horas depois que o rapaz foi transferido para um quarto, disse que o neto estava emocionado ao receber alta da UTI. "Ele está sendo salvo. Para nós ele nasceu de novo", vibrou.

 

 

Fonte: Ego