Lindsay Lohan vai ficar presa apenas 14 dias

A jovem, de 24 anos, havia sido condenada a 90 dias de prisão por um tribunal de Beverly Hills

A atriz americana Lindsay Lohan, detida nesta terça-feira (20) em uma prisão feminina de Los Angeles, ficará presa 14 dos 90 dias a que foi condenada, informou a polícia, depois de uma imensa mobilização da mídia, hipnotizada pelas desventuras com as drogas e a Justiça em que mergulhou a jovem que era considerada uma promessa de Hollywood.

A jovem, de 24 anos, havia sido condenada a 90 dias de prisão por um tribunal de Beverly Hills (Califórnia, oeste), mas o comissário do condado de Los Angeles reduziu sua pena, como costuma acontecer com casos considerados menos graves, devido à superlotação carcerária neste estado.

Com a redução, Lohan poderá sair do presídio correcional de Lynwood, no sul de Los Angeles, em 2 de agosto, informou Steve Whitmore, porta-voz do xerife de Los Angeles.

Vestindo roupa laranja e com o cabelo solto, Lohan teve a foto de sua ficha tirada pouco depois de entrar na prisão, que foi reproduzida pela mídia local de Los Angeles.

O porta-voz do departamento do xerife de Los Angeles, Steve Whitmore, disse aos profissionais da imprensa concentrados nos arredores do centro penitenciário que a jovem "foi extremamente colaborativa", embora uma funcionária da prisão tenha se queixado de todas as medidas de segurança que alteraram o funcionamento normal do centro.

Após uma breve apresentação à juíza Marsha Revel, que confirmou a sentença de 90 dias de prisão por violar a liberdade condicional por dirigir embriagada em 2007, Lohan foi algemada, entrou em um carro da polícia e foi levada ao centro correcional feminino Lynwood, ao sul de Los Angeles, seguida por câmeras de televisão a bordo de helicópteros.

Vestindo jeans, jaqueta de couro preto e camiseta, Lohan se apresentou depois das 08h50 (locais, 12h50 de Brasília) e foi, em seguida, levada para a prisão. Vinte e quatro horas depois de recuperar a liberdade, a atriz terá que ingressar em um centro de reabilitação contra as drogas por outros 90 dias, segundo a sentença da juíza Revel, que parece muito estrita em fazer cumprir esta fase da pena.

A jovem chegou em uma caminhonete preta com vidros fumê e entrou na corte sem dar declarações, seguida de sua advogada, Shawn Chapman Holley. Na última hora da segunda-feira (19), Chapman Holley voltou a assumir a defesa da atriz após ter renunciado na semana passada, e depois que Robert Shapiro, que na sexta-feira (16) anunciou que a defenderia, renunciou sem dar maiors explicações, também na segunda.

O pai da protagonista de Meninas Malvadas (2004), Michael Lohan, chegou ao tribunal um pouco antes da filha, acompanhado de outra advogada. "Nós te amamos, Lindsay", disse, quando viu a filha chegar à sala e se disse "devastado" com a prisão dela.

Dezenas de jornalistas, americanos e estrangeiros, paparazzi e cinco helicópteros aguardavam a entrada da atriz de 24 anos na corte, aonde também chegavam fãs e turistas que presenciaram, por acaso, uma típica história de Hollywood, que registravam com as câmeras de seus celulares.

Lindsay Lohan era uma jovem estrela do canal Disney e desde 2005, quando começou a ter maiores papéis no cinema, passou a enfrentar problemas judiciais e a passar temporadas esporádicas em centros de desintoxicação que abalaram sua carreira.

Fonte: Terra