Lixo retirado das ruas de Teresópolis já chega a 320 t

As fortes chuvas que atingiram os municípios da região serrana do Rio provocaram enchentes e inúmeros deslizamentos de terra

Dez dias após a tragédia que deixou mais de 700 pessoas mortas na região serrana do Rio de Janeiro, diversas equipes da Secretaria de Obras e Serviços Públicos de Teresópolis trabalham para trazer a normalidade o mais rápido possível à vida dos moradores. As equipes da secretaria já chegaram ao 1º, 2º e 3º distritos da cidade, de onde foram retiradas 320 t de lixo desde o começo da operação.

De acordo com dados da prefeitura, a maioria das estradas já foi desobstruída na primeira de três frentes organizadas, que consistia justamente em retirar o entulho que dificulta o acesso das equipes de resgate. Desde a última segunda-feira, as equipes começaram a atuar na segunda frente, que é o processo de retirada do lixo doméstico, como eletrodomésticos perdidos na enxurrada. Segundo o secretário de Obras do município, Luis Antônio da Costa Jorge, essa operação de limpeza é uma das prioridades em relação à segurança dos moradores da cidade, pois, além desse tipo de lixo também atrapalhar o resgate das vítimas, o contato com objetos contaminados e enferrujados pode trazer doenças.

Na segunda etapa, as equipes contam com 10 caminhões com capacidade de 17 t cada, duas retroescavadeiras e cinco homens preparados para operar as máquinas e ferramentas necessárias. Todo o material recolhido está sendo encaminhado para o Aterro Sanitário de Teresópolis.

Chuvas na região serrana

As fortes chuvas que atingiram os municípios da região serrana do Rio nos dias 11 e 12 de janeiro provocaram enchentes e inúmeros deslizamentos de terra. As cidades mais atingidas são Teresópolis, Nova Friburgo, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu cerca de 300 mm em 24 horas na região.

Fonte: Terra