Médico diz que Luciano poderia ter morrido se não tivesse sido socorrido; entenda o caso

Médico diz que Luciano poderia ter morrido se não tivesse sido socorrido; entenda o caso

Hipólito explicou que Luciano chegou ao hospital com desconfortos por conta de falta de potássio no sangue

O cantor Luciano poderia ter morrido se não tivesse sido socorrido, afirma o médico Hipólito Carraro Jr., coordenador da UTI do hospital Santa Cruz, onde o cantor está internado desde a manhã desta sexta-feira (28). O mal-estar foi causado pelo uso de diuréticos. Luciano não corre mais riscos mas deve seguir na UTI, com previsão de alta entre 24 e 48 horas - portanto, por precaução médica não deve realizar o show desta noite.

Hipólito explicou que Luciano chegou ao hospital com desconfortos por conta de falta de potássio no sangue, que pode causar arritmia cardíaca. O cantor estava com metade do valor normal de potássio, fruto do uso de diuréticos para diminuir o inchaço nos braços e pernas.

Estresse ou álcool (cuja presença não foi detectada em exames) não seriam, portanto, a causa do mal-estar do cantor. O médico também disse que Luciano não aumentou a dose de diuréticos, e que estava tomando a quantidade normal.

Entenda o caso

No último dia 27 de outubro, Zezé di Camargo e Luciano se desentenderam no camarim de um show em Curitiba, no Paraná. Zezé subiu sozinho ao palco e disse que o irmão tinha deixado o local.

Mais tarde, a segunda voz da dupla interrompeu a apresentação e anunciou que iria parar de cantar e que os irmãos colocariam um ponto final na carreira em 2012.

Depois do ocorrido, na manhã do dia seguinte, Luciano foi internado na UTI do hospital Santa Cruz, ainda na capital paranaense. O cantor chegou desacordado, em um carro da produção de seu show.

Fonte: Terra