Mãe lamenta condenação de Dado Dolabella

A atriz lamentou a decisão da Justiça, mas preferiu não comentar muito sobre o assunto.

Pepita Rodrigues, a mãe de Dado Dolabella, está tão inconsolável com a condenação do filho, no processo que Luana Piovani, ex-namorada do ator, moveu por causa de uma suposta agressão, que quase não conseguiu falar sobre a notícia.

Em conversa com o EGO, a atriz lamentou a decisão da Justiça, mas preferiu não comentar muito sobre o assunto. "Já sofri demais com isso tudo. Essa história já machucou demais a gente e atingiu nossa família. Não tenho mais nada a falar, mais nada para sentir. De agora em diante, o advogado do Dado vai conduzir as coisas. Só temos esperança de que tudo se resolva", declarou Pepita.

Mais cedo, Michel Assef Filho, que defende o ator no caso, também já tinha se pronunciado para o EGO e garantiu que eles devem recorrer da sentença, mas disse que só poderia fazer isso depois que tivesse acesso a ela.

"Eu ainda não tomei conhecimento da sentença. Só vou poder fazer algum comentário mais detalhado quando ela for publicada. Depois disso, vamos estudar as possibilidades e decidir nosso próximo passo. Mas vamos recorrer com certeza", declarou Assef, que ao ser perguntado como o ator reagiu à notícia, manteve a discrição. "Conversamos brevemente ontem (segunda, 2), mas só quem pode falar como ele se sentiu é ele mesmo".

O outro lado

Procurada para se pronunciar sobre a vitória na Justiça, Luana Piovani não foi encontrada. A assessora da atriz informou que ela está viajando e talvez ainda nem saiba sobre a sentença.

"Luana está de férias fora do país, não sei nem se ela já sabe da decisão. Mandei um email, mas ela ainda não respondeu. Não estamos tendo contato. Ela está, literalmente, de férias", explicou.

Relembre a história

A briga de Dado e Luana aconteceu em uma festa após a estreia de um monólogo da atriz, "Pássaro da Noite". Na festa para os amigos e a equipe do espetáculo, os dois discutiram e a camareira da atriz, Dona Esmeralda de Souza, acabou com o braço imobilizado ao ser empurrada pelo ator quando tentou defender Luana.

Pouco tempo depois, a atriz resolveu dar queixa contra o ex na delegacia da mulher, no Rio, e se apresentou como testemunha no processo que Dona Esmê também moveu contra Dado. Em março do ano passado, o ator chegou a ficar preso durante um dia por desrespeitar uma decisão judicial que dizia que ele tinha que permanecer a, pelo menos, 250 metros de distância de Piovani. Os dois se encontraram no carnaval, no camarote de uma cervejaria no Sambódromo carioca.

Fonte: Ego, www.ego.com.br