Mãe perde custódia provisória dos bens de Michal Jackson

Um juiz havia designado Katherine Jackson, 79, como administradora temporária dos bens do filho

Um juiz da Corte Superior de Los Angeles retirou nesta segunda-feira (6) da mãe de Michael Jackson a custódia temporária dos bens do testamento do cantor, que foram concedidos ao grupo de representantes designado pelo cantor em um testamento feito em 2002.

Um juiz havia designado Katherine Jackson, 79, como administradora temporária dos bens do filho em 29 de junho, depois que os advogados da família Jackson alegaram que não tinham ciência da existência de um testamento válido.

Contudo, dois dias depois, um testamento foi apresentado por dois representantes legais de Jackson --o advogado John Branca e o produtor musical John McClain.

O juiz Mitchell Beckloff decidiu que John Branca e John McClain são agora os detentores dos ativos do rei do pop, como estava determinado no testamento escrito por Jackson.

Branca e McClain irão administrar o espólio do cantor até 3 de agosto, segundo o determinado pelo magistrado.

Os advogados da mãe do cantor, Katherine Jackson, que recebeu a guarda provisória dos filhos do cantor, se opuseram à decisão, alegando existir um "conflito de interesses".

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br